Nova aposta palmeirense é filho de "Falcão" e joga Mundial pelo Paraguai

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Divulgação/APF

    Anibal Gabriel aceitou o convite para defender o Paraguai no Mundial sub-17

    Anibal Gabriel aceitou o convite para defender o Paraguai no Mundial sub-17

Fora as convocações de Alan Guimarães, Vitão e Luan Cândido para a seleção brasileira, o torcedor do Palmeiras deve acompanhar com atenção outra equipe no Mundial Sub-17, que tem início nesta sexta-feira, na Índia. O Paraguai possui no elenco o centroavante Anibal Gabriel, membro das categorias de base e uma das principais apostas da atualidade na Academia de Futebol.

Nascido na cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, fronteira com o Paraguai, Anibal Gabriel é filho de uma brasileira e um paraguaio. Adriana da Silva Vega é servidora pública na cidade sul-mato-grossense. Anibal Rúben Veja, por sua vez, é um ex-jogador de futsal paraguaio que ficou conhecido como o "Falcão" local, em referência ao craque brasileiro do futebol de salão.

Mas, afinal, como um jogador paraguaio tão jovem parou no Palmeiras? Anibal Gabriel foi mais um atleta adquirido no ano passado via outra equipe brasileira, após trabalho de observação do clube alviverde. A prática tornou-se comum no atual campeão nacional, que garimpa atletas de outras equipes para encerrar a formação na Academia de Futebol – o meia Farofa, por exemplo, foi emprestado pelo Novorizontino e acabou negociado com o Real Madrid.

O centroavante chamou a atenção no Vitória e chegou na Academia de Futebol há dois anos. Segundo João Paulo Sampaio, coordenador geral das categorias de base do Palmeiras, o clube precisou vencer concorrência, como tem feito nos profissionais, para trazer o atleta.

"Ele era do Vitória, eu já o conhecia de lá. Ele iria para outro clube, mas conversei com o Vitória e convenci a fazerem essa parceria conosco há dois anos", relembrou o dirigente, em entrevista ao UOL Esporte.

A dupla nacionalidade fez Anibal receber o primeiro chamado para defender o Paraguai no fim do ano passado. A federação do país vizinho o manteve no radar e o convocou para o Mundial da Índia pelo crescimento do jogador no Palmeiras.

Divulgação/Federação Mineira de Futebol
Anibal Gabriel tem se destacado nesta temporada pelo time sub-17 do Palmeiras

O caso de Anibal, tanto pela dupla nacionalidade como pela origem no Rubro-negro baiano, faz João Paulo Sampaio recordar-se de outro nome, já consagrado e que atualmente defende outra seleção sul-americana.

"Tive um atleta com situação parecida no Vitória, o Marcelo Moreno, que tem pai brasileiro e mãe boliviana [joga pela seleção boliviana entre os profissionais]. Ele já esteve em pré-listas da seleção brasileira, mas a convocação não aconteceu e ele tem aproveitado bem as oportunidades recebeu pela Bolívia", assegurou o dirigente.

A estreia do Paraguai de Anibal Gabriel está marcada para esta sexta-feira, a partir das 11h30 (de Brasília), diante de Mali. Além dos paraguaios e dos malinenses, o grupo B do Mundial sub-17 conta com Nova Zelândia e Turquia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos