Multa, percentual e salário. Os detalhes da renovação de Luan com o Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Meia tinha contrato até setembro de 2018 e ampliou vínculo até o final de 2020

    Meia tinha contrato até setembro de 2018 e ampliou vínculo até o final de 2020

A renovação de Luan saiu e se tornou viável após um jogo de encaixe entre Grêmio e o estafe do jogador. Para assinar a prorrogação, os dois lados cederam em termos vitais na relação. As mudanças passam pelo salário, forma de quitação de ordenado retroativo e chegam a multa rescisória e divisão dos direitos econômicos.

Segundo apurou o UOL Esporte, o Grêmio cedeu 10% dos direitos de Luan na negociação. A cedência foi compensada por acordo mais fácil no parcelamento de valores em aberto.

Depois de acertar salário base, Luan foi centro de novas reuniões desde sábado. O encontro derradeiro começou na manhã desta quarta e terminou horas antes do jogo contra o Barcelona-EQU, pela semifinal da Libertadores. O Grêmio, logo depois, anunciou o acerto.

Antes da renovação, o Grêmio tinha 70% dos direitos econômicos do camisa 7. O restante do percentual estava dividido igualmente entre dois investidores e o empresário Jair Peixoto, procurador do atleta. Agora, Peixoto passa a ter 20%.

Por outro lado, o estafe de Luan topou a forma de quitação de um pagamento retroativo de salários. Em 2016, o Grêmio aceitou pagar a diferença das remunerações até que o novo contrato fosse assinado. Essa quantia chega a cerca de R$ 4 milhões e será diluída nos próximos meses. Inicialmente o agente pedia o valor à vista e o clube oferecia pagamento quando da conclusão de uma transferência.

Outro ponto que gerou intenso debate, e desgaste, nos últimos meses foi a multa rescisória. Nesse item também houve mudança. O Grêmio pretendia 25 milhões de euros (R$ 94,5 milhões na cotação atual) na cláusula, mas acabou aceitando fixar o valor em 18 milhões de euros (R$ 68,5 milhões).

A duração do novo contrato também foi fruto de um meio termo. Jair Peixoto desejava ampliar o vínculo até dezembro de 2019. O Grêmio pretendia uma assinatura com validade até o final de 2021. O termo assinado vai até 31 de dezembro de 2020.

Luan, 24 anos, é titular do Grêmio desde 2015 e de lá para cá se tornou peça-chave no time. Na última janela de transferências, o clube gaúcho recebeu três ofertas oficiais por ele. Duas do Spartak Moscou-RUS e uma da Sampdoria. O jogador recusou todas.

Na reta final da janela, o Grêmio mandou dois representantes à Europa em busca de negócios por Luan. Nessa viagem, a dupla de emissários chegou a se reunir com o Atlético de Madri. O clube espanhol havia demonstrado interesse em Arthur, ouviu as condições sobre Luan e não avançou no tema.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos