Gabigol ouve da Inter que tem de "repensar" carreira e encontra Kia

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, em Lisboa (Portugal)

  • Reprodução/Twitter

Com um investimento de 33,5 milhões de euros (R$ 127,25 milhões) feito em sua contratação, a Inter de Milão deixou claro a Gabigol que ele tem de 'repensar' a sua carreira.

Conforme apurado pelo UOL Esporte junto a fontes ligadas aos italianos, donos de seus direitos federativos, foi encaminhado o recado ao estafe do atacante de que precisa refletir sobre os seus próximos passos. Em seu empréstimo ao Benfica, ele acumula apenas 148 minutos e um gol marcado em quatro jogos e está praticamente fora dos planos do técnico Rui Vitória, que pretende enxugar o elenco na virada do ano.

Até a reabertura da janela, em janeiro, os portugueses entrarão em campo nove vezes – duas delas pela Taça da Liga e outra pela Taça de Portugal, as únicas competições em que o ex-santista foi utilizado como titular pelo clube desde a sua chegada.

Em situação desconfortável, a pressão é grande em torno de seu futuro. A reportagem revelou que o Santos tem a predileção de sua família em caso de volta ao Brasil – o seu pai, Valdemir Silva, chegou a publicar mensagens nas redes sociais deixando no ar a possibilidade de retorno à Vila Belmiro e apagou posteriormente – enquanto que São Paulo, Flamengo e Cruzeiro perguntaram a respeito do jovem jogador de 21 anos a interlocutores.

Gabriel Barbosa aproveitou a pausa da data Fifa para as seleções e viajou até Paris e Londres para deixar de lado a indefinição.

Na capital inglesa, ele acabou tendo a chance de conversar, segundo informação colhida pelo UOL Esporte, com o empresário Kia Joorabchian e seu braço-direito Sam Kohansal, os dois responsáveis por superar a concorrência da Juventus e intermediar a sua ida para a Inter de Milão ao fim dos Jogos Olímpicos de 2016.

Eles estiveram juntos em jantar após o jogo do Brasil contra o Japão, na última sexta-feira (10). O goleiro Julio Cesar, que tem ciceroneado Gabigol e seus familiares em Lisboa, o acompanhou no local ao lado de Philippe Coutinho, Paulinho, Willian e Jemerson, que estavam de folga da seleção depois do amistoso disputado em Lille, na França.

Com relação estreita com os novos donos da Inter, não está descartada a entrada de Kia na jogada para interceder em favor do clube, que, considerando os mais de R$ 100 milhões desembolsados no negócio, não cogita inicialmente mandá-lo de volta ao Brasil. Os europeus querem, no entanto, que o atleta tenha uma postura mais aberta no mercado.

A ida para Portugal foi uma escolha pessoal do jogador, que descartou o Málaga e outros times que surgiram através da própria Internazionale e de empresários.

Uma reunião definitiva entre Benfica e os representantes de Gabigol sobre o assunto está prevista para acontecer em dezembro para resolver se ele seguirá no Estádio da Luz até o fim de seu empréstimo ou rescindirá o seu contrato antes.

Em entrevista à BTV, canal de comunicação do clube, na semana passada, o presidente Luís Filipe Vieira afirmou que o elenco comandado por Rui Vitória deverá sofrer cortes em janeiro. A expectativa é que o número de baixas seja de cinco ou mais – entre elas, garotos da base e que precisam de rodagem e nomes fora dos planos, caso do argentino Lisandro López e também de Gabriel.

O Benfica tem opção de compra do brasileiro por 25 milhões de euros ao fim do período de empréstimo.

Os Encarnados voltam a campo somente em 18 de novembro, contra o Vitória de Setúbal, pela Taça de Portugal.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos