Duelo de estrelas? Romarinho enfrentará CR7 como protagonista do Al Jazira

Do UOL, em São Paulo

  • Amr Abdallah Dalsh/Reuters

    Romarinho comemora o gol da vitória sobre o Auckland na estreia do Mundial

    Romarinho comemora o gol da vitória sobre o Auckland na estreia do Mundial

A próxima quarta-feira vai ser marcada por um duelo improvável. De um lado estará Cristiano Ronaldo, vencedor de cinco Bolas de Ouro. Do outro, Romarinho, principal arma do Al Jazira na tentativa de desbancar o poderoso Real Madrid. O vencedor garante uma vaga na grande decisão do Mundial de Clubes.

O Real Madrid de Cristiano Ronaldo é o grande favorito no confronto, assim como a chance de o craque português brilhar é bastante superior à do ex-jogador do Corinthians. Ambos, porém, têm papel semelhantes em seus times, guardadas as devidas proporções. Assim como o melhor jogador do mundo, Romarinho é protagonista da equipe.

Os números mostram a importância do atacante para o Al Jazira, que disputa o Mundial como representante dos Emirados Árabes Unidos, país que recebe os jogos da competição. No primeiro jogo, Romarinho marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Auckland City.

Nas quartas de final, o jogador de 26 anos, que voltou a disputar o Mundial depois de cinco anos, deu a assistência para o único gol do triunfo sobre o Urawa Red Diamonds, campeão asiático de 2017.

Maior contratação do Al Jazira na última janela de transferências, Romarinho chegou ao time árabe em agosto depois de uma passagem bem-sucedida pelo futebol do Qatar. Em três temporadas, o ex-jogador do Corinthians fez 33 gols em 63 partidas com a camisa do El Jaish. 

No Al Jazira, Romarinho registra média de gol inferior à obtida no Qatar. São cinco gols marcados em 15 jogos. Em contrapartida, o atleta chegou à marca de sete assistências após o duelo das quartas do Mundial.

Amr Abdallah Dalsh/Reuters
Ex-corintiano deu assistência nas quartas

A participação efetiva na edição 2017 do torneio se opõe àquela vivida com o Corinthians. Em 2012, embora tenha sido decisivo na primeira final da Libertadores, diante do Boca Juniors na Bombonera, Romarinho só atuou 15 minutos no Mundial marcado pelo título corintiano - o jogador entrou na semifinal no lugar de Jorge Henrique e não atuou na final contra o Chelsea.

"Temos de sonhar"

Antes de iniciar o Mundial, Romarinho  concedeu entrevista exclusiva ao UOL Esporte. Nela, o jogador falou justamente em alcançar a semifinal. Segundo ele, disputar uma partida contra o Real Madrid já seria algo histórico para os anfitriões.

Romarinho, porém, minimizou o encontro com Cristiano Ronaldo e até citou outras estrelas do futebol mundial que já foram seus adversários. Entre eles, Xavi, que defende o Al Sadd, rival do El Jaish no Qatar.

"Todos reconhecem e respeitam muito o Cristiano Ronaldo, mas, se vier a acontecer o jogo, temos de olhar como um adversário, querendo ganhar dele e de toda sua equipe", disse o ex-corintiano.

O vencedor do confronto da próxima quarta-feira vai enfrentar Grêmio ou Pachuca-MEX, que buscam a vaga na decisão do Mundial um dia antes, em Al Ain. Romarinho e Cristiano Ronaldo medem forças em Abu Dhabi.

O Grêmio estreia no Mundial contra o Pachuca na terça, dia 12, às 15h. A final é sábado (16), no mesmo horário. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos