Presidente barra saídas de diretores para disputa eleitoral no Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    No fim da gestão, Roberto de Andrade faz jogo duro com envolvidos em eleição

    No fim da gestão, Roberto de Andrade faz jogo duro com envolvidos em eleição

Com aproximadamente um mês e meio para concluir sua gestão, o presidente corintiano Roberto de Andrade não quer perder diretores por conta do processo eleitoral. Das cinco candidaturas anunciadas ao pleito, três possuem membros na administração de Roberto, que nas últimas horas rejeitou a possibilidade de qualquer tipo de renúncia. Flávio Adauto e Emerson Piovesan, respectivamente diretores de futebol e financeiro, foram confirmados como candidatos à vice-presidência ao lado de Paulo Garcia. Em reunião com Adauto e Piovesan, Roberto de Andrade manifestou que conta com ambos para o fim da gestão.

Quem também teve um pedido de saída rejeitado pelo presidente do Corinthians foi o diretor jurídico Luís Alberto Bussab, que integra a chapa de Felipe Ezabella. Já o ex-presidente e atual candidato Andrés Sanchez tem seu coordenador de campanha, Eduardo Caggiano, como membro da atual administração. Caggiano é diretor administrativo de Roberto.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos