Justiça determina bloqueio de R$ 130 mil em contas do Corinthians

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Marivaldo Oliveira/Código19/Estadão Conteúdo

Depois de perder ação judicial para a empresa Refine Comercial, o Corinthians sofreu uma ordem de bloqueio na ordem de R$ 130 mil. A informação foi divulgada pela Folha de S. Paulo e confirmada pelo UOL Esporte com o departamento jurídico.

Os valores ainda não foram bloqueados, mas a ordem já foi emitida pela justiça. "É um assunto administrativo, que não envolve o futebol. É algo corriqueiro", declarou Diógenes Mello, advogado do Corinthians.

Dona de um restaurante no Parque São Jorge, a empresa Refine Comercial ainda fornecia alimentação para atletas e funcionários do Corinthians. O contrato, assinado na administração Mário Gobbi, estava vigente quando foi rompido por Roberto de Andrade, em 2015.

Ainda segundo Diógenes Mello, o Corinthians irá buscar um acordo para o pagamento da quantia à Refine Comercial. 

Corinthians já sofreu ao menos outros dois bloqueios no ano

Conforme publicado pelo UOL em junho, esse não é o único processo que gerou bloqueio de contas no Corinthians. Por uma questão que envolve depósito ilegal de lixo, o clube foi condenado a pagar R$ 2,4 milhões à prefeitura de São Paulo. Inicialmente, o clube chegou a preparar um possível acordo com a prefeitura, mas não avançou nas tratativas. 

Em setembro, em função de dívidas com o arquiteto Aníbal Coutinho por um empréstimo realizado, o Corinthians também teve cotas da Rede Globo bloqueadas pela justiça

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos