Destaque da última Copinha terá reunião para evitar "limbo" no Corinthians

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Marquinhos ganhou elogios de Carille e chegou e treinar com os profissionais em 2017

    Marquinhos ganhou elogios de Carille e chegou e treinar com os profissionais em 2017

Autor de quatro gols e campeão da última edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o meia Marquinhos estourou a idade limite para atuar nas categorias de base e não se apresentou para ficar à disposição do elenco profissional do Corinthians. Aos 20 anos, o jogador volta de férias nesta sexta-feira sem saber onde atuará em 2018. A tendência é que a promessa inicie uma rotina de trabalhos físicos no Parque São Jorge enquanto seu estafe tenta definir os próximos passos junto à diretoria alvinegra.

Já existe uma reunião marcada para a próxima semana, mas Marquinhos ainda não sabe os planos do Corinthians para ele. O camisa 11 da última Copinha terminou a temporada passada como jogador da categoria sub-20 contra a vontade de seu estafe, que desejava a transferência por empréstimo para que ele já atuasse como profissional - a exemplo do que ocorreu com Guilherme Romão, lateral-esquerdo, e Vinicius Del'Amore, zagueiro. 

"Acredito que seja interesse do Corinthians vê-lo jogando, então vamos ouvir o que eles tiverem para passar. Não teria problema ele ficar no grupo profissional porque o novo modelo do Campeonato Paulista permite, não tem mais aquela restrição de inscrição. Agora preciso ouvir se o Corinthians acredita que ele vai ser utilizado. O Marquinhos é um jogador que pode ajudar e deseja uma chance. É o sonho de todos, e ele foi muito bem na última Copinha. Vamos ver se o Fábio Carille gostaria de aproveitar ou se é melhor emprestá-lo e voltar com calma depois", aponta, ao UOL Esporte, o empresário Luiz Carvalho.

 

 

Uma publicação compartilhada por Marquinhos (@sousamarrcos)

 

 

em

Marquinhos está no Corinthians há três temporadas, tem contrato até 29 de junho de 2019 e seus direitos econômicos são divididos em partes iguais entre o clube paulista e um clube paraense chamado Tapajós. A comissão técnica do time profissional não manifestou interesse de aproveitá-lo até o momento, mas Carille já fez elogios públicos à promessa e utilizou em alguns treinamentos do elenco profissional no ano passado.

No início de 2017, Marquinhos havia sido uma espécie de "herói discreto" do Corinthians na Copa São Paulo. Mesmo à margem de nomes mais badalados, como Pedrinho, Carlinhos e Mantuan, o meia marcou quatro gols na fase de mata-mata e contribuiu com uma assistência na decisão contra o Batatais. De acordo com Carille, ele só não foi promovido aos profissionais em fevereiro do ano passado por "falta de espaço".

O temor de Marquinhos é ficar no "limbo" em 2018, como ocorreu na temporada passada com jogadores como Lauder e Rafael Castro, que permaneceram o ano inteiro realizando trabalhos físicos dentro do Corinthians sem perspectiva de serem utilizados. Só neste ano, sem contrato, a dupla se libertou. O clube conta com outros jogadores nascidos em 1997 sem perspectivas, como Natan, atacante e Thiago Duchatsch, zagueiro.

Liberado depois de compromissos com o time júnior, Marquinhos passou férias no Pará. A data estabelecida pelo clube para o retorno é nesta sexta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos