Parceiro de Kia tenta fechar ida de Júnior Tavares do SP para o Galatasaray

Marcus Alves

Colaboração para o UOL, em Lisboa (POR)

  • Reprodução/Instagram

Ligado ao iraniano Kia Joorabchian no mercado, o agente franco-argelino Franck Henouda é o intermediário das conversas para a ida do lateral esquerdo Júnior Tavares do São Paulo para o Galatasaray. Ele encaminhou uma primeira oferta em torno de 1,5 milhão de euros (R$ 5,7 milhões) pelo jovem jogador de 21 anos, mas escutou da cúpula tricolor que terá de melhorar a proposta e chegar a 3,5 milhões de euros (R$ 13,4 milhões).

As cifras são por 100% dos direitos econômicos de Tavares.

O time comandado por Dorival Júnior é dono de apenas 50% deles. A outra metade pertence ao Grêmio, sua ex-equipe.

Conforme apurado pelo UOL Esporte, o São Paulo promete fazer jogo duro e não abre mão do valor pedido. Diretor de futebol do clube, Raí foi consultado por outro empresário e informado na semana passada que uma nova oferta será enviada pelo atleta nesta janela de transferências europeia.

Henouda, por sua vez, tenta convencer o Galatasaray a aumentar os valores para concluir o negócio.

Júnior Tavares foi titular no primeiro jogo oficial do São Paulo na temporada, contra o São Bento, e acabou não sendo relacionado no fim de semana, diante do Novo Horizontino.

"Hoje sou jogador do São Paulo e estou feliz aqui. Claro que propostas têm, mas como falei: meu contrato é aqui. Só estou pensando no São Paulo nesse início de temporada com Campeonato Paulista e vou me doar ao máximo", afirmou após a partida em Sorocaba.

Nos últimos anos, Franck Henouda trabalhou como representante do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, no Brasil e perdeu força interna após a saída do técnico Mircea Lucescu. Ele mantém, ainda assim, forte influência no futebol europeu, sendo a Turquia um de seus principais mercados – o seu primeiro grande negócio foi a transferência do ex-goleiro Taffarel para o Galatasaray em 1998.

A possibilidade de ida de Júnior Tavares para os turcos foi confirmada, inclusive, pela mãe do jogador, Simone Tavares, por meio das redes sociais. Ela provocou polêmica ao criticar o Corinthians, que estaria supostamente interessado no lateral, em dezembro. O Santos é outro clube de olho no futebol do lateral.

Com contrato até junho de 2021, ele enfrenta a concorrência de Edimar e Reinaldo no Morumbi e foi utilizado aberto pela esquerda no meio-campo na estreia contra o São Bento, no Paulistão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos