Globo deixa árbitro de vídeo por medo de repercussão, custo e mão de obra

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Clélio Tomaz/AGIF

    Árbitro de vídeo "estreou" no Brasil na final do Pernambucano, de forma experimental

    Árbitro de vídeo "estreou" no Brasil na final do Pernambucano, de forma experimental

Ao colocar em votação o projeto para ter o árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro em 2018, a CBF informou aos clubes que só poderia ter o recurso no returno da competição. Tudo por conta do desembarque da TV Globo do projeto. No fim de 2017, a emissora resolveu que não participaria como responsável por operar imagens e outros recursos nos lances decisivos dos jogos. Internamente, a cúpula da TV pesou que custo e mão de obra para o sistema ser colocado em prática seriam um problema. Além disso, entendeu que isso poderia gerar desgaste com torcidas, 

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, leia a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos