Palmeiras aciona clubes na Justiça para cobrar dívidas de R$ 966 mil

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    Maior dívida é por Leandro Amaro, emprestado ao Náutico em 2013

    Maior dívida é por Leandro Amaro, emprestado ao Náutico em 2013

O Palmeiras entrou nesta semana com ações na Justiça contra outros times brasileiros, para cobrar dívidas de negociações passadas que o clube alviverde alega que não foram quitadas. No total, o montante cobrado é de R$ 966.371,14. A informação foi publicada pelo site da ESPN Brasil e confirmada pelo UOL Esporte.

A maior ação é movida contra o Náutico. O Palmeiras cobra R$ 439.964,48 pelo empréstimo do zagueiro Leandro Amaro, em 2013. Os outros clubes acionados nesta semana foram o Avaí (R$ 102.505,91 pela negociação do volante Tinga em 2015) e o Guarani (R$ 20.813,49 pelo atacante Caio Mancha, em 2015, e R$ 8.978,45 pelo lateral Bruno Oliveira, em 2014).

Além desses processos, o Palmeiras também possui ações mais antigas do mesmo tipo. O Náutico, de novo, é cobrado também por R$ 333.384,29 pelo empréstimo do meia Patrick Vieira, em 2015. Completa a lista o Rio Claro, de quem o time da capital cobra R$ 45.831,45 pelo atacante Rodolfo e R$ 14.893,07 pelo meia Patrik, ambos emprestados em 2015.

Os processos estão correndo em primeira instância no Foro Central Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos