"Guardiola se sentia superior aos demais", ataca médico do Bayern

  • Reuters / Ralph Orlowski Livepic

Crítico do técnico Pep Guardiola desde a convivência no Bayern de Munique, o médico Hans-Wilhelm Muller-Wohlfahr voltou a atacar o desafeto em uma entrevista à emissora alemã "ZDF". De acordo com o profissional, o técnico se sentia superior aos demais durante a sua passagem pelo clube, entre 2013 e 2016.

"Ele me subestimou e tentou ser meu comandante. Ele se sentia superior aos outros e se achava mais inteligente do que qualquer um, mas provei ser maior para ele. Eu tinha uma posição privilegiada no clube e ele não aguentava, tendo a mesma importância que ele. Ele aproveitou todas as oportunidades para me fazer parecer mal", disse.

O médico lançou no último mês uma autobiografia na qual conta mais detalhes sobre a relação, tão tumultuada que gerou brigas com direito a soco na mesa. Hans-Wilhelm Muller-Wohlfahr pediu demissão do clube em abril de 2015, mas foi recontratado nesta temporada. Já Guardiola dirige atualmente o Manchester City.

O que mais incomodava Wohlfahr era a postura do técnico em relação a questões médicas. "Ele foi negligente diante da profissão médica. Ele não queria curar os ferimentos, ele só queria tirar a dor dos jogadores e isso ia contra a minha filosofia", relembrou na entrevista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos