Guardiola protege Gabriel Jesus: "É muito forte e sabe o quanto gosto dele"

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

  • Reprodução/Facebook

Dois dias depois de Gabriel Jesus ter atuação apagada na derrota para o Liverpool no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, por 3 a 0, em Anfield, Josep Guardiola aliviou a pressão sobre o atacante da seleção brasileira. Embora o ex-palmeirense tenha avaliado sua exibição, na quarta-feira (4), como uma das piores desde que se transferiu para a Inglaterra, o treinador do Manchester City optou por proteger o jogador.

"Ele é muito forte, sabe o quanto nós gostamos dele no clube e o apoio que tem da comissão técnica. Ainda tem 21 anos e a estreou em Anfield um dia depois do seu aniversário. Além disso, esse é o primeiro mata-mata da Liga dos Campeões que ele disputa. Quando isso acontece, você sofre, é normal", declarou o catalão.

"Mas não concordo com ele (sobre ter tido atuação ruim). Jogou bem, lutou e cumpriu aquilo que conversamos".

Com campanha impecável na Premier League, o City pode ser campeão neste sábado, com seis rodadas de antecedência. Dezesseis pontos na frente do Manchester United, os citizens recebem o arquirrival no Estádio Etihad, e uma vitória dos mandantes garantirá a taça para a metade azul da cidade.

"Vamos jogar para ganhar, claro, mas temos de avaliar a condição dos jogadores de olho na terça-feira", afirmou Pep, sobre o confronto de volta contra os Reds, pelo torneio europeu.

Em recuperação de lesão no joelho esquerdo, Sérgio Agüero ainda não está confirmado na equipe. Assim, Gabriel Jesus tem chances de seguir entre os titulares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos