Após mês de silêncio, Scarpa vive expectativa de poder voltar ao Palmeiras

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Ale Cabral/AGIF

    Gustavo Scarpa tem audiência de processo contra o Fluminense nesta segunda-feira

    Gustavo Scarpa tem audiência de processo contra o Fluminense nesta segunda-feira

Foi há um mês, quando começava a ganhar espaço no time de Roger Machado, que Gustavo Scarpa recebeu a notícia de que não era mais jogador do Palmeiras. Em 15 de março, o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro derrubou a liminar que havia desvinculado o jogador do Fluminense e restaurou o vínculo com o clube carioca. Agora, após período de silêncio, o meia vive a expectativa de poder voltar a ter contrato com o alviverde.

Nesta segunda-feira (16), a partir das 11h15, uma audiência na 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro pode decidir se rompe novamente o contrato de Scarpa com o Flu, abrindo caminho para que o jogador retorne ao Palmeiras. O atleta alegou atrasos de pagamentos de salários, direitos de imagem, férias e 13º nos anos de 2016 e 2017 para pedir na Justiça sua liberação do time tricolor.

Desde o revés judicial de um mês atrás, Scarpa tem adotado a discrição e evitado declarações públicas. De personalidade centrada, o jogador mantém a forma física com treinos particulares em Hortolândia, cidade do interior de São Paulo em que vive sua família. Nas redes sociais, ele também parou de se manifestar: sua última postagem é de 11 de março, quando publicou um vídeo de um de seus gols contra o Ituano no Paulistão, seu último jogo com a camisa alviverde.

A derrota no tribunal interrompeu não apenas o progresso técnico de Scarpa no Palmeiras, mas também atrapalhou a evolução física do jogador. Ele vinha recebendo um trabalho individualizado de fortalecimento muscular e já havia ganhado 4 kg desde sua chegada ao clube.

O Palmeiras, que não é parte no processo que corre no Rio, tem apenas monitorado de longe a situação do meia. O clube investiu pesado na contratação, pagando 6 milhões de euros entre luvas ao jogador e comissões para os seus representantes, e incluiu no contrato uma cláusula segundo a qual se livra de pagar qualquer indenização em caso de derrota nos tribunais.

Juridicamente, a situação é de otimismo, já que a defesa de Scarpa considera que a inadimplência do Fluminense é clara e fácil de ser provada.

Seja qual for a decisão da Justiça na audiência de segunda-feira, ela ainda não será definitiva, pois caberá recurso a instâncias superiores. Mas para Scarpa, que sempre tratou a ida ao Palmeiras como um objetivo realizado, uma posição favorável ao rompimento de seu vínculo com o Fluminense pode marcar a retomada de uma trajetória de início bastante promissor na equipe paulista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos