Bom moço e desejo das debutantes, Vital conquista Corinthians fora de campo

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo Pessoal

    Vital com a noiva Stephany: casamento a caminho frustra convites para bailes de debutantes

    Vital com a noiva Stephany: casamento a caminho frustra convites para bailes de debutantes

A missão de criar Mateus Vital foi dobrada para as irmãs mais velhas Daiane, Bruna e para o pai Jorge, que teve a esposa Viviane assassinada quando o filho tinha somente nove anos de idade. O resultado de tanto esforço, porém, já é reconhecido no Corinthians quatro meses depois dele ser transferido do Vasco para o futebol paulista por R$ 8,5 milhões. Além de se destacar dentro de campo com atuações convincentes, o garoto que cresceu no subúrbio carioca, na Vila da Penha, também tem feito sucesso por outros atributos. 

Jogadores, funcionários e até mesmo torcedores se impressionam pela educação e pelos valores de Mateus, 20 anos. O presidente Andrés Sanchez, em um encontro recente com Jorge, chegou a levar o pai do garoto às lágrimas depois de um elogio feito de forma privada. "O que eu disse é segredo, mas o homem que ele é merece muitos elogios, mais que o jogador", confirmou Sanchez. 

Para o estafe de Mateus, a timidez excessiva foi motivo de preocupação quando a transferência para o Corinthians se desenhou. No fim das contas, o fato de ser contido, educado e discreto tem pesado a favor do jovem no Parque São Jorge. Líderes do elenco fazem elogios à postura de Vital, que trabalhou de forma tranquila nos primeiros dois meses, mesmo sempre na reserva. O goleiro Cássio, por exemplo, se espantou com a educação e o esforço do jogador, que foi premiado na reta final do Paulistão e conseguiu ser decisivo. 

O casamento está a caminho

Daniel Vorley/AGIF
Mateus Vital foi determinante para conquista do título paulista

Um fato atípico, porém, colocou o garoto de boa pinta em destaque. O Corinthians tem sido constantemente procurado para viabilizar participações dele em festas de debutantes, algo pouco comum para a rotina do futebol do clube. Além do calendário apertado pela grande quantidade de partidas corintianas, Vital também "sofre" com a marcação acirrada da noiva Stephany, o que dificultou o 'sim' aos convites que envolviam até pagamento de cachê. A história foi publicada pelo site Meu Timão e confirmada pelo UOL Esporte.

A amada, por sinal, reforça o perfil bom moço de Mateus, que costuma fugir do agito dos jogadores solteiros desde os tempos de Vasco. Apesar de contar com verdadeira legião de fãs nas redes sociais, Vital normalmente não desgruda de Stephany, com quem namora desde o juvenil vascaíno. Ela vive entre São Paulo e Rio de Janeiro e já ficou noiva do meia corintiano. O casal planeja se casar em breve e o lado bom moço dele já ganhou as redes sociais (veja meme no fim da matéria). 

Enquanto isso, o pai Jorge também se esforça para ficar próximo do filho em São Paulo. Ele marcou presença na apresentação no início da temporada e nas comemorações pelo título paulista, por exemplo. Nas duas, não conseguiu conter as lágrimas pelo sucesso do pupilo que cresceu com auxílio de psicólogos no Vasco e que chegou a emocionar seguidores por um gesto: deu chuteiras para um adversário de equipe inferior que não tinha o que calçar.

Vital, que não desgrudava de garotos como Paulinho e Douglas Luís, hoje na Espanha, já fez novas amizades: no dia a dia de Corinthians, está sempre com os mais novos, como Juninho Capixaba, Maycon, Mantuan e, principalmente, Pedrinho. Ainda que concorrente por lugar no time, ele virou grande parceiro do jovem xodó corintiano, divide quarto na concentração, participa de "torneios" internos de "futmesa" com ele como dupla e, inclusive, marcou presença em um aniversário surpresa preparado pelo empresário Will Dantas, que cuida da carreira de Pedrinho. 

Dentro de campo, Vital tem feito o bastante para ser conhecido pelos corintianos. Das últimas 11 partidas, ele começou na equipe em oito e, se ainda não anotou o primeiro gol, tem contribuído mesmo assim diretamente. As assistências para Rodriguinho, no gol do título paulista, e Jadson, na vitória sobre o Independiente, na Copa Libertadores, marcaram triunfos recentes do Corinthians e que também tiveram as digitais do reforço, que já jogou em cinco posições diferentes para se manter no time de Fábio Carille. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos