Reuniões e camisas aprovadas até 2019: a parceria entre São Paulo e Adidas

Bruno Grossi, José Eduardo Martins e Luis Augusto Simon

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Otavio Dias de Oliveira/Folhapress

    Adidas iniciará sua terceira parceria com o Tricolor em 1º de julho deste ano

    Adidas iniciará sua terceira parceria com o Tricolor em 1º de julho deste ano

O contrato de cinco anos entre São Paulo e Adidas começa a valer somente no dia 1º de julho deste ano. Mas isso não impede que as partes já trabalhem juntas para edificar a parceria. Tanto é que o Tricolor já aprovou os três modelos de uniforme que serão lançados nesta temporada e até as versões que serão usadas somente em 2019.

As camisas foram vistas por alguns membros da diretoria apenas, incluindo o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, e receberam muitos elogios. A "camisa especial", como é tratado o terceiro uniforme nas regras do estatuto do clube paulista, deve aparecer somente no último trimestre do ano, enquanto as duas camisas tradicionais devem ser lançadas assim que o contrato entrar em vigor.

Encontros têm sido frequentes, incluindo viagens para a Alemanha ou para conhecer clubes que são considerados "cases de sucesso" pela marca alemã. O River Plate, vinculado à Adidas há 36 anos, foi colocado como modelo para o São Paulo.O Real Madrid e as seleções da Argentina e da Espanha, além da parceria mais recente com o Manchester United, também foram apontados como referência.

Os são-paulinos se impressionaram com a estrutura oferecida pela empresa. Até mesmo o profissionalismo mostrado para lançar a nova linha de uniformes do rival Palmeiras, que já anunciou acerto com a Puma, entra como ponto positivo para os alemães no Morumbi. A preocupação da marca com o estádio, aliás, é outro fator atraente para a diretoria tricolor.

Reuniões realizadas no Morumbi servem para traçar planos de marketing, de lançamento dos produtos e de como usar as propriedades de marketing que a Adidas terá direito a explorar. Nessa conta entram o estádio, os centros de treinamento e mídias sociais. A Adidas se impressionou com a mobilização dos torcedores do São Paulo desde o anúncio da parceria e pretende explorar essa ansiedade pelo retorno da marca que já vestiu o Tricolor nas décadas de 1980 e 1990.

O acordo do Tricolor é com a Adidas global, e não apenas com a sucursal brasileira. A ideia das partes é criar uma parceria duradoura e de relações estreitas, por isso a importância de uma aceitação tão rápida da torcida, demonstrada nas redes sociais. Para o São Paulo, essa empolgação pesa porque os royalties por vendas de peças da marca será determinante para inflar os valores pagos pelos alemães.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos