David Luiz quer ficar no Chelsea, mas espera futuro de Conte para decidir

Marcus Alves e Thiago Fernandes

Do UOL, em Lisboa (POR) e Belo Horizonte

  • AFP

Parceiro de Kia Joorabchian, o empresário Giuliano Bertolucci está em Londres para definir a situação de seus jogadores, entre eles, David Luiz. O defensor quer seguir em Stamford Bridge, mas prefere aguardar pelo futuro do técnico Antonio Conte, seu desafeto, para decidir o seu próximo passo. Ele não entra em campo desde a goleada de 4 a 1 sofrida para o Watford, ainda em fevereiro.

Conforme apurado pelo UOL Esporte, o seu estafe trabalha com a informação de que Conte não seguirá à frente do time.

É por esse motivo que, até aqui, David Luiz rejeitou todas as consultas que chegaram, a últimas delas vinda da China, cuja janela de transferências reabre a partir de 18 de junho.

Em sua segunda passagem pela capital inglesa, o zagueiro de 31 anos se mostra mais do que estabelecido, mora com a namorada Bruna Loureiro e, ao lado de Kia e do meia e parceiro de longa data Willian, investiu recentemente em um restaurante próprio, o Babbo, especializado em comida italiana e que fica em uma das áreas mais nobres de Londres.

Fora dos planos da comissão técnica, ele tem se dedicado ao projeto e, após a abertura de suas portas, tem feito o papel de anfitrião na casa. O elenco do Chelsea esteve peso no local, durante a primeira quinzena de maio.

David Luiz comemorou também o seu aniversário em festa à fantasia e, acompanhado do braço direito Gustavo Santana, fez discurso emocionado sobre superação no palco. Conte, claro, não foi convidado, porém, acabou sendo obrigado a responder pergunta se havia comparecido ao evento.

"Estou por fora de qualquer festa. Como vocês sabem bem, não gosto de festas em geral. Não estou sabendo dessa", desconversou, em entrevista coletiva.

Glyn Kirk/AFP

Na vitória de 1 a 0 do Chelsea sobre o Liverpool, o defensor brasileiro esteve na arquibancada e foi abraçado pelo francês Giroud na comemoração de seu gol. "David Luiz é um grande amigo, então, fico muito feliz de dedicar esse gol a ele porque ele está passando por um momento difícil e está voltando", explicou o atacante, ao fim da partida.

Os seus representantes pregam a cautela e defendem que ainda é muito incipiente cravar a sua continuidade em Stamford Bridge, ainda que esse seja o desejo do jogador.

Na janela de transferências de janeiro, conforme mostrado pela reportagem na ocasião, o magnata russo Roman Abramovich, proprietário da equipe, foi responsável por mantê-lo após assédio do Barcelona por sua contratação. Ele é considerado uma liderança natural no vestiário e que, mesmo se encontrando em baixa, não a exerce de forma negativa.

Os ingleses desembolsaram 38,5 milhões de euros (R$ 138,6 milhões na cotação do período) para trazê-lo de volta do Paris Saint-Germain em 2016 e firmaram contrato até junho de 2019. A sua permanência passa também pela extensão de seu vínculo para evitar a sua saída de graça.

Ao todo, David Luiz fez apenas 17 jogos pelo Chelsea na temporada e viu escapar o sonho de mais uma Copa do Mundo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos