Após "debandada", Loss terá poder de reconstruir comissão do Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Loss foi efetivado no cargo de treinador depois do acerto de Carille com o Al-Wehda

    Loss foi efetivado no cargo de treinador depois do acerto de Carille com o Al-Wehda

O Corinthians terá de reconstruir a sua comissão técnica depois do acerto de Fábio Carille com o Al-Wehda, na última terça-feira. Com a saída de outros três profissionais, caberá ao técnico Osmar Loss definir os nomes dos novos integrantes.

De acordo com o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, será ele quem 'comandará' a reconstrução da comissão alvinegra. A ideia é iniciar o processo na parada da Copa do Mundo, quando a equipe alvinegra ficará 35 dias sem entrar em campo.

Além de Carille, deixaram o Corinthians o preparador físico Walmir Cruz, o auxiliar técnico Leandro da Silva, o Cuca, e o observador técnico Mauro da Silva, que ocupava esse cargo desde 2008 - Walmir e Cuca chegaram ao clube em dezembro de 2016, depois que Carille foi efetivado.

Loss, que terá apenas um auxiliar técnico nos próximos jogos, o ex-volante Fabinho, vai decidir se o Corinthians voltará a ter três profissionais no auxílio ao treinador. Com Carille no comando, o próprio Loss era um deles - Cuca e Fabinho também desempenhavam tal função.

Sem Walmir Cruz, o Corinthians tem um trio à frente da preparação física: Fabrício Ramos, Shin Chien Chan Junior e Flávio Grava. Uma das alternativas, em todos os casos, é utilizar membros da base corintiana, de onde Loss é oriundo, e do Cifut (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians)

Até a pausa para o Mundial da Rússia, o Corinthians disputará mais seis partidas, todas válidas pelo Campeonato Brasileiro. O próximo duelo será contra o Inter, em Porto Alegre, no domingo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos