Topo

Futebol


Galiotte convoca reunião do conselho para discutir contratos com a Crefisa

Ale Cabral/AGIF
Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras Imagem: Ale Cabral/AGIF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

2018-07-28T18:24:09

28/07/2018 18h24

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, vai convocar uma reunião extraordinária do conselho deliberativo do clube para discutir os contratos com a Crefisa, que têm causado reprovações das contas da gestão pelo COF (Conselho de Orientação e Fiscalização). A intenção do mandatário é esclarecer os detalhes do acordo com a patrocinadora, que mudaram em janeiro após intervenção da Receita Federal.

Ainda não há data certa para o evento, mas ele só deve acontecer no meio de agosto, depois da assembleia de sócios que vai votar a aprovação de mudanças no estatuto do Palmeiras no próximo sábado (4). Galiotte vai enviar nesta semana um ofício ao presidente do conselho, Seraphim Del Grande, requisitando a reunião.

De acordo com comunicado emitido pelo Palmeiras, "o objetivo de Maurício Galiotte é que o assunto seja amplamente esclarecido, discutido e deliberado, de maneira democrática e transparente, por todos os conselheiros do clube".

Em janeiro deste ano, após multa da Receita sobre a Crefisa, os contratos com o Palmeiras tiveram que ser modificados. Os aportes da empresa para a contratação de jogadores passaram a ser categorizados como empréstimos em vez de despesas. Assim, o clube passou a ficar obrigado a devolver o dinheiro investido quando os atletas forem vendidos ou tiverem seus contratos encerrados, contraindo uma dívida de R$ 120 milhões.

Essa situação já fez com que as contas da gestão Galiotte de janeiro e fevereiro tenham sido rejeitadas pelo COF. O presidente, por sua vez, trata a dívida com a Crefisa como "coberta" e cita que o clube tem ativos para pagá-la, que são os próprios jogadores. Pessoas próximas à gestão acusam o COF de motivação política, sob influência do ex-presidente Mustafá Contursi, adversário político de Galiotte.

Em maio, Leila Pereira, presidente da Crefisa, já foi ao COF para falar sobre os aditivos dos contratos. Ela também deve estar presente na reunião convocada por Galiotte, já que é conselheira do clube. Recentemente, ela afirmou ao Blog do Ohata que não pretende renovar o patrocínio com o Palmeiras caso o grupo de Mustafá e Paulo Nobre, ex-aliados e atuais desafetos, vença as eleições presidenciais de novembro.

Mais Futebol