Xingado, francês ganhou espaço com lesão de Neymar e é fã de Willian

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Canal Plus

Insultado por Neymar durante a vitória por 3 a 1 do PSG sobre o Guingamp, no último fim de semana, o meia atacante Christopher Nkunku, de apenas 20 anos, ganhou espaço na equipe parisiense justamente após a contusão do colega brasileiro, em fevereiro. Desde então, o jogador aproveitou as oportunidades de substituir o camisa 10, ganhou rodagem e elevou o seu status perante os torcedores e diretoria.

Joia da base do PSG, Nkunku foi promovido ao elenco principal do clube em 2015, mas até o início deste ano não costumava figurar entre os onze titulares do esquadrão vermelho e azul. Contudo, a situação mudou após Neymar lesionar o quinto metatarso do pé direito e perder o restante do Campeonato Francês. A partir daí, o atleta, que possui ascendência congolesa, passou a ser utilizado com mais frequência.

A ascensão repentina junto com a vontade de estar em campo fizeram até com que "Christo", como é chamado pelos colegas, fizesse exigências. Em entrevista ao jornal local L'Equipe, no final de maio, ele disse: "Eu não estou pronto para viver uma temporada onde eu não jogo", indicando que gostaria de ser emprestado, caso não fosse utilizado.

LOIC VENANCE / AFP

No PSG desde os 13 anos de idade, Nkunku é tratado como uma das principais promessas formadas no Parque dos Príncipes. Versátil e polivalente, o jogador tem a capacidade de exercer praticamente todas as funções no meio de campo, além de jogar aberto pelo lado do campo no ataque. Quem ressaltou essas características foi Ludovic Batelli, técnico que trabalhou com o jovem na seleção da França sub-19 e sub-20.

"Ele tem muitas qualidades, especialmente no lado ofensivo. Com a gente, ele poderia jogar em um lado em um 4-3-3, no meio em um triângulo, seja para a esquerda ou para a direita, e até mesmo atrás do atacante em um 4-2-3-1, então ele tem uma versatilidade real. Ele agora deve crescer, engrossar, melhorar na recuperação e no jogo de transição, mas tecnicamente e taticamente, ele está acima da média", contou o treinador à France Football, também em maio.

Idolatria por Willian e admiração por craques brasileiros

Se Messi e Cristiano Ronaldo costumam ser os ídolos dos jovens na atualidade, Christopher Nkunku é exceção. O jogador preserva uma admiração especial por Willian, meia revelado pelo Corinthians e que atualmente veste as camisas do Chelsea e da seleção brasileira. Em algumas entrevistas durante sua breve carreira, o francês mencionou o brasileiro como seu jogador favorito.

Nas redes sociais, o francês nascido no distrito de Sena e Marne também coleciona fotos com dois ícones do futebol brasileiro: Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo. O primeiro, inclusive, é classificado como ?lenda? na legenda da publicação.

Inspiração em Verratti

Técnico, mas ainda em estágio de fortalecimento muscular, Nkunku se espelha no seu companheiro de Paris Saint Germain, Marco Verratti, que com somente 1,65 metro de altura costuma ganhar disputas no corpo durante as partidas. "Não sou fisicamente forte, mas tenho de jogar bem com o meu corpo. Eu sempre disse que sou inspirado por Marco Veratti, ele não é muito grande, mas se impõe logicamente", afirmou o meio campista em conversa com o veículo de informação congolês Actualites Des Leopards.

Seleção francesa ou congolesa?

Franco-congolês, o jogador tem passagens pelas seleções de base da França (sub-16, sub-19 e sub-20). Contudo, Nkunku ainda não está certo sobre qual nação irá defender no futuro. Em entrevista ao Actualites Des Leopards, ele se esquivou quando perguntado sobre qual opção fazer.

"Eu não fecho a porta para a República Democrática do Congo ou para a França. Não posso dizer se jogarei na RDC ou na França, mas em particular a seleção que me der a primeira oportunidade", falou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos