Encontrado morto, ex-são-paulino Daniel foi vítima de crime bárbaro no PR

José Edgar de Matos*

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Divulgação

    Polícia abriu inquérito para investigar a morte de Daniel

    Polícia abriu inquérito para investigar a morte de Daniel

O corpo do meia Daniel, ex-São Paulo e que atuava emprestado pelo São Bento, foi encontrado com ferimentos graves no pescoço e sem o pênis, segundo informação apurada pelo UOL Esporte na manhã desta segunda-feira (29), horas depois da revelação do ocorrido. Os primeiros indícios são assassinato precedido de tortura.

A confirmação da morte veio ainda na noite de domingo por parte da assessoria de imprensa do atleta e do Instituto Médico Legal (IML), que descreveu Daniel como vítima de "uma arma branca". A Polícia Civil, em nota enviada para a reportagem, diz ter a investigação sobre o caso "avançada".

"Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia local para apurar os fatos. Os familiares da vítima também serão ouvidos. As investigações estão avançadas. Detalhes não serão repassados para não atrapalhar o andamento das diligências policiais", pronunciou-se a polícia.

Daniel, 24 anos, foi encontrado na Estrada do Mergulhão, na área rural de São José dos Pinhais, cidade localizada na região metropolitana de Curitiba. O delegado responsável pelas investigações, Amadeu Trevisan, destacou a "maldade" do crime em coletiva de imprensa ocorrida no fim da manhã.

"Vamos ainda verificar a situação através dos familiares e amigos para saber o que ele estava fazendo em Curitiba. Foi feito o B.O. [Boletim de Ocorrência] e foi encaminhado para o IML. Pelo sangue ali, foi verificado que não havia muito tempo que o corpo estava ali. Quem fez agiu com muita maldade, de quem estava com muita raiva. Tudo isso será apurado nas investigações", destacou.

De acordo com a assessoria do ex-jogador de São Paulo e Botafogo, um primo de primeiro grau do atleta viajou até Curitiba para levar a documentação necessária a fim de liberar o corpo ainda nesta segunda-feira.

A mãe do atleta permaneceu em Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, acompanhada de uma irmã, enquanto aguarda o avanço nas investigações e o corpo do filho.

Daniel, aos 24 anos, tentava retornar ao melhor nível da carreira. Revelado pelo Cruzeiro, o meia teve destaque com a camisa do Botafogo e acabou chegando valorizado ao São Paulo no fim de 2014.

Porém, antes da apresentação no centro de treinamento são-paulino, o meia torceu o joelho em casa e iniciou a trajetória pelo clube do Morumbi lesionado. O grave problema adiou a estreia pelo time tricolor e prejudicou a carreira de Daniel, que vivia a sua melhor fase.

O meia acabou emprestado ao Coritiba e sofreu com uma tendinite no joelho direito, o mesmo que teve o ligamento operado ainda na época de Botafogo. Foram poucos jogos no Paraná e mais um empréstimo para a Ponte Preta. Em Campinas, não convenceu. 

Ainda sob contrato com o São Paulo, Daniel tentava recuperar o melhor ritmo pelo São Bento, onde provavelmente permaneceria até o fim da disputa do Campeonato Brasileiro da Série B.

*Colaborou Napoleão de Almeida

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos