Ponte diz que Gilson Kleina não fica para 2019; técnico se diz espantado

Do UOL, em Santos (SP)

  • Marcello Zambrana/AGIF

Gilson Kleina não seguirá na Ponte Preta em 2019. Em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira (4), no Moisés Lucarelli, o presidente José Armando Abdalla Júnior afirmou que o clube campineiro desistiu de esperar pela resposta do treinador em relação à proposta feita há mais de uma semana.

"Na segunda passada foi feita uma proposta, por sinal proposta excepcional, muito excepcional, e ele ficou de dar resposta. Foi até sexta, passou o prazo. Sou obrigado a afirmar que a Ponte suspende as negociações com o Kleina por não ter uma posição dele", afirmou.

"Estamos esperando há 10 dias. Não dá para ficar refém. O tempo está andando, mercado está na ativa e precisamos ir atrás de jogadores para 2019", acrescentou.

De acordo com o mandatário, a Ponte Preta chegou ao seu limite por Kleina: "Insistentemente a gente busca uma resposta, e só posterga. Todo mundo tem seu limite, e a instituição precisa ser respeitada". Desta forma, o clube agora corre atrás de um novo treinador para a temporada 2019.

A Ponte Preta encerrou a Série B na quinta colocação e por pouco não conquistou o acesso à elite. Porém, o clube ainda aposta no caso Ernandes para, quem sabe, retornar à Série A.

Gilson Kleina se diz espantado com informação

Horas depois da declaração do presidente, o técnico Gilson Kleina, através de sua assessoria de imprensa, veio a público para esclarecer que recebeu com espanto a informação de que a negociação para a renovação de contrato havia sido encerrada.

"Ao término da Série B, o presidente chamou o técnico para renovar seu contrato. Kleina pediu um tempo para pensar nas condições que a Ponte Preta teria para melhorar suas campanhas no ano de 2019. Seu empresário, Hugo Magalhães, e a diretoria do time pontepretano já estavam com as negociações avançadas, uma vez que os valores envolvidos já haviam sido acertados. O que Kleina negociava eram melhorias estruturais que deveriam ser feitas para a próxima temporada", diz a nota.

Confira a nota completa:

O treinador Gilson Kleina vem a público esclarecer que recebeu com espanto a informação de que o presidente da Ponte Preta, José Armando Abadalla, confirmou o fim das negociações para a renovação de seu contrato para a próxima temporada.

Kleina aceitou o desafio de comandar o time na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro para livrar de vez a equipe do rebaixamento para a Série C pela sua história com a Ponte Preta e pela relação que tem com a sua torcida, que sempre o apoiou e incentivou.

Foram 9 jogos, com 7 vitórias e 2 empates, deixando o time com a mesma pontuação do quarto colocado da competição, com chance de acesso até o último jogo.

Ao término da Série B, o presidente chamou o técnico para renovar seu contrato. Kleina pediu um tempo para pensar nas condições que a Ponte Preta teria para melhorar suas campanhas no ano de 2019. Seu empresário, Hugo Magalhães, e a diretoria do time pontepretano já estavam com as negociações avançadas, uma vez que os valores envolvidos já haviam sido acertados. O que Kleina negociava eram melhorias estruturais que deveriam ser feitas para a próxima temporada.

O técnico quer deixar claro que a história que tem com a Ponte Preta o fez pedir esse tempo, já que entende que o clube tem condições de estar em um patamar melhor.

Vale reiterar que condições impostas por Kleina à diretoria não eram financeiras, e sim estruturais, tendo como objetivo melhorar o desempenho e dar alegria ao torcedor pontepretano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos