Palmeiras se livra de pagar R$ 3,5 milhões a Lincoln. Ex-jogador recorre

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

  • Almeida Rocha/Folhapress

Na Justiça, o Palmeiras conseguiu anular uma cobrança de R$ 3,5 milhões, movida pelo ex-jogador Lincoln, que defendeu o clube em 2010 e 2011. O meia alegava que, quando o contratou, o clube alviverde concordou em adquirir dele próprio 50% de seus direitos econômicos.

Para ler esta notícia na íntegra, acesse a coluna De Primeira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos