Cruzeiro propõe Thiago Neves por B. Henrique ao Santos; Grêmio procura meia

Enrico Bruno, Jeremias Wernek, Samir Carvalho e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte, Porto Alegre e Santos

  • DOUGLAS MAGNO / AFP

    Antes considerado intocável, Thiago Neves está com seu futuro ameaçado no Cruzeiro

    Antes considerado intocável, Thiago Neves está com seu futuro ameaçado no Cruzeiro

Thiago Neves virou o centro das atenções nesta janela de transferências. Antes tratado como peça essencial para o Cruzeiro em 2019, o meia entrou no radar de Grêmio e Santos, e pode acabar sendo negociado para uma dessas equipes. Aos 33 anos, o jogador já não tem mais o status de inegociável, e as duas equipes aparecerem como candidatas a levá-lo. Com estratégias distintas, paulistas e gaúchos traçam os caminhos para tentarem se acertar com o jogador e a diretoria da Raposa.

Santos tem Bruno Henrique, mas quer mais que uma troca

Segundo apuração do UOL, o Cruzeiro ofereceu Thiago Neves em troca de Bruno Henrique, mas o Santos não ficou totalmente satisfeito com a proposta. O Peixe não quer receber apenas Thiago Neves na negociação e pretende levar uma quantidade considerável em dinheiro para liberar o atacante de 27 anos. Vale lembrar que o Santos já recusou uma proposta recente do Cruzeiro de R$ 20 milhões, além de mais dois atletas. Nomes como Rafael Sóbis, Sassá e Bruno Silva são algumas das moedas de troca à disposição no hexacampeão da Copa do Brasil, mas não agradaram.

Um possível entrave para o Santos é o valor a ser gasto para manter Thiago Neves na equipe. Com um dos vencimentos salariais mais altos do Cruzeiro, o meia ultrapassa muito o teto salarial do Peixe, que é de R$ 350 mil para cada jogador. Por outro lado, este montante não é tão seguido à risca, já que o clube separava R$ 650 mil mensalmente para pagar Gabigol.

Grêmio oferece alto salário e contrato longo

Ao contrário do Santos, o Grêmio não encontra barreiras para arcar com os salários de Thiago Neves. Segundo apuração do UOL, uma proposta será enviada ao empresário do jogador nesta sexta-feira. Nela, o Tricolor aceita pagar R$ 750 mil ao meia por um período de dois anos. Se convencer o jogador a se transferir, a equipe de Porto Alegre tentará se resolver com o Cruzeiro logo em seguida. O valor do salário oferecido é próximo ao que Thiago ganha em Minas, mas o tempo de contrato é maior. Hoje, o meia tem vínculo só por mais um ano. No início de novembro, a diretoria celeste se reuniu com o empresário do atleta para buscar prolongar sua estadia na Toca, mas as partes não entraram em um acordo. Nos próximos dias, um novo encontro irá acontecer em Belo Horizonte, desta vez para discutir a situação contratual do jogador e o interesse e/ou propostas dos outros clubes.

A presença na próxima Copa Libertadores também pode colocar o Grêmio em vantagem na disputa com o Santos. Thiago Neves já manifestou sua vontade de vencer o torneio continental que ainda não tem no currículo. Além disso, Renato Gaúcho também pode ter um peso importante. Jogador e técnico trabalharam juntos em 2007 e 2008 no Fluminense, formando uma boa parceria que gerou um título da Copa do Brasil e o vice da Libertadores.

Vontade do jogador pode pesar

Apesar do interesse pelo jogador e das futuras propostas que o Cruzeiro irá receber, a vontade de Thiago Neves pode ser um divisor de águas para definir seu futuro. Vale lembrar que o jogador voltou a ser alvo do mundo árabe no início do ano e no segundo semestre. Embora as propostas tenham sido consideradas pouco atrativas para o Cruzeiro, o jogador também não quis deixar o clube em nenhuma oportunidade, o que acabou afastando de vez os interessados.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos