Grêmio fala em 'respeito à história', mas não deve renovar com Douglas

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Douglas em treino do Grêmio; jogador pode deixar o clube

    Douglas em treino do Grêmio; jogador pode deixar o clube

O Grêmio trata a situação com zelo, mas não deve renovar o contrato de Douglas. Perto de completar 37 anos, o meia tem vínculo até o fim do mês, e as conversas sobre a prorrogação não decolaram. A tendência é que o camisa 10 deixe o clube para abrir espaço no elenco.

Douglas disputou 19 partidas oficiais em 2018. No ano anterior, foram apenas duas.

Eleito melhor jogador da Copa do Brasil de 2016, conquistada pelo Grêmio sobre o Atlético-MG, Douglas passou por duas cirurgias no joelho esquerdo. Em janeiro e outubro de 2017, rompeu ligamentos da articulação. A lesão grave cortou ótimo momento individual.

"O Douglas é um atleta com história grande no Grêmio. Eu, particularmente, tenho muito carinho por ele. É um atleta multicampeão. No último jogo do ano, ele foi ovacionado. É preciso ter cuidado, mas também estou de acordo com a ideia de que não se deve renovar só pelos serviços prestados. É preciso respeito, vamos conversar, e no momento oportuno iremos colocar a decisão a todos", disse Alberto Guerra, diretor de futebol do Grêmio, à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre.

Douglas não foi procurado diretamente pelos dirigentes do Grêmio para tratar de um novo contrato. Na Arena, existe a ideia de que o meia merece respeito e homenagens. Contudo, não é mais uma opção efetiva ao time titular, e por isso deve deixar o grupo de jogadores.

A possível e cada vez mais iminente saída também vai liberar vaga no elenco e dinheiro na folha salarial. Depois de voltar ao Grêmio com salário de produtividade, Douglas recebeu aumento e tem vencimentos considerados expressivos.

Natural de Criciúma, o meia nutre o desejo de seguir no Grêmio. Nos próximos dias, Douglas recebe as chaves de sua casa no litoral norte gaúcho. A residência passou por intervenções recentes a pedido do jogador. Desde o fim de 2014 no Rio Grande do Sul, ele se sente adaptado. Tem até negócios em parceria com empresas locais, como cerveja e linha de produtos para cabelo e barba.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos