Sem dinheiro, Santos ainda lamenta calotes com empréstimos de atletas

Marcelo De Vico, Napoleão de Almeida e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ivan Storti/Santos FC

    Empréstimos do zagueiro Cleber são os que mais geram prejuízos ao Santos

    Empréstimos do zagueiro Cleber são os que mais geram prejuízos ao Santos

Sem dinheiro para investir em reforços, o Santos ainda lamenta o que chama de calote nos bastidores. Segundo apurou o UOL Esporte, diversos clubes não pagaram pelo empréstimo de atletas do alvinegro praiano na última temporada.

O caso mais complicado é o do Paraná, que não pagou parte do salário de Cleber durante a temporada passada.

Cleber tem contrato até 2020 e ganha R$ 225 mil mensais no Santos. Para aliviar a folha salarial, o presidente José Carlos Peres liberou o jogador em abril do ano passado mesmo pagando maior parte dos salários. Ao Paraná, caberia R$ 100 mil mensais, enquanto para o Santos R$ 125 mil. Mas o clube paranaense só pagou os primeiros meses de sua parte.

O Santos ainda alega que o zagueiro Cleber trouxe mais prejuízos, pois o Coritiba ainda deve ao clube valores não pagos no empréstimo do defensor em 2017.

Além de Cleber, o Santos lamenta problemas para receber em relação a Rafael Longuine e Matheus Oliveira, que defenderam o Guarani na temporada passada, Rodrigão, que foi emprestado ao Avaí, e Leandro Donizete, que atuou no América-MG.

O Guarani alega que só deve ao Santos o mês de novembro, último do contrato de empréstimo da dupla, e que prometeu quitar a dívida até o fim deste mês.

O Avaí reconhece que deve ao Santos dois meses pelo empréstimo de Rodrigão. No entanto, a diretoria do time de Santa Catarina ressalta que o jogador foi emprestado com o ordenado pago integralmente pelo clube paulista e, por isso, só deve ao alvinegro praiano.

Paranaenses querem pagar dívida e levar mais atletas

Coritiba e Paraná mantêm relacionamento com o Santos e negociam o pagamento da dívida. Um dos motivos é o interesse dos clubes paranaenses em mais atletas do clube paulista. O Coxa, por exemplo, fez proposta por Rodrigão.

O Santos não pretende permanecer com o centroavante para esta temporada e não descarta emprestá-lo ao Coritiba, o maior interessado. No entanto, o clube paulista promete pedir garantias para que o empréstimo seja fechado.

O Paraná, por sua vez, está próximo de fechar a contratação do jovem goleiro Filipe, de 21 anos, do time que disputou o Brasileiro de Aspirantes pelo Santos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos