Inter teme saída de Rodrigo Dourado e prepara opções para vaga no meio

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Capitão do Inter em 2018 foi sondado por clubes europeus recentemente

    Capitão do Inter em 2018 foi sondado por clubes europeus recentemente

O Internacional teme a saída de Rodrigo Dourado. Destaque do Inter nas últimas temporadas, o marcador de 24 anos foi sondado por clubes da Alemanha e da Itália. E antevendo a chance de perder ele, a direção investiu na chegada de volantes.

A renovação de empréstimo e recuperação de Rithely foi a primeira ação para repor uma eventual saída de Dourado. O ex-jogador do Sport que não atuou uma partida sequer pelo Colorado no ano passado será testado durante o Estadual e, dependendo do apresentado, poderá ser efetivado no clube para o semestre seguinte. Há, nos bastidores do Inter, uma grande expectativa sobre ele e a ideia de que poderá até conquistar espaço entre os titulares em caso de venda do dono do posto atualmente.

Além dele, Rodrigo Lindoso também pode fazer a função. Apresentado na quarta-feira, o ex-Botafogo lembrou que pode ser primeiro ou segundo volante.

"Eu vinha jogando de segundo volante, mas já fui primeiro também. Agora um pouco mais na frente. No futebol hoje não cabe ao atleta jogar numa posição só. Chego para somar e tenho feito muitos jogos como primeiro ou segundo. Já conversei com professor Odair e como ele optar, pela característica, estou à disposição sempre para ajudar", disse.

Até mesmo Matheus Galdezani pode ocupar o primeiro posto no meio. Ainda não oficializado, o jogador que chega do Coritiba e Gabriel Dias faz o caminho inverso. Charles, por sua vez, deve ser negociado. Alvo do Sport, o marcador de 22 anos pode ser emprestado para ganhar experiência.

Dourado aguarda a abertura das janelas de transferência para analisar as propostas apresentadas. Pressionado por um orçamento enxuto, o Colorado não descarta a negociação. O mesmo vale para o jogador, que recentemente trocou de empresário para abrir novos mercados.

"Às vezes chegam (sondagens), tem que analisar com o clube, tem que ser bom para o clube, além de ser para mim também. Agora é esperar abrir a janela, e depois a gente vê. Deixei isso com meu empresário, estou curtindo as férias", disse no fim de 2018.

Capitão do Inter e titular absoluto, eleito melhor volante do Brasileiro na Bola de Prata e também na seleção da CBF, Dourado disputou 47 jogos e marcou dois gols na temporada passada.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos