Topo

Futebol


São Paulo vacila duas vezes e estreia com derrota na Florida Cup

Divulgação
Bruno Peres foi personagem ao cometer pênalti no começo da partida nos EUA Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

2019-01-11T00:02:56

11/01/2019 00h02

Pela terceira vez nos últimos cinco anos, o São Paulo começou a temporada com derrota. Nesta quinta-feira, o Tricolor encarou o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, na rodada de abertura da Florida Cup e saiu derrotado por 2 a 1 do estádio Al Lang, em São Petersburgo, nos Estados Unidos.

Ante Rebic, que foi um dos destaques da Croácia, vice-campeã da Copa do Mundo de 2018 abriu o placar para os alemães de pênalti, logo aos dez minutos de jogo. Nenê, aos dez do segundo tempo, empatou para os paulistas, mas um gol contra do estreante Igor Vinicius definiu a vitória europeia.

O confronto foi dominado pela equipe alemã na primeira metade da etapa inicial, mas depois foi marcada por equilíbrio, até que os tricolores conseguiram pressionar no fim do segundo tempo, mas sem sucesso na busca pelo empate. Também houve muita reclamação são-paulina contra a arbitragem de Andrew Musache pelo excesso de faltas marcadas no meio de campo.

VEJA MAIS:
-
Volpi diz que erro do São Paulo em gol é acidente por novo estilo

Agora, o São Paulo volta a campo para definir a classificação na Florida Cup no sábado, às 16h (de Brasília), contra o Ajax. A partida será realizada no Orlando City Stadium. O Eintracht pega o Flamengo, às 19h, também de sábado.

Os melhores: Liziero e Helinho

Helinho foi titular e surpreendeu ao lidar muito bem com a diferença física para a equipe alemã. Os marcadores, bem mais fortes do que costuma enfrentar no futebol brasileiro, foram encarados de forma inteligente e sofreram com seus dribles. Liziero, que entrou no intervalo, foi a peça que faltou ao time que começou o jogo. Sua visão ajudou o São Paulo a ser mais lúcido e a tocar melhor a bola. Foi dele a jogada do gol de Nenê.

O pior: Anderson Martins

Foi quem mais sentiu a falta de ritmo no primeiro tempo, quando o Eintracht apertou demais a marcação na saída de bola. Cometeu erros de passe e foi engolido na velocidade. Também estiveram mal os laterais Bruno Peres e Igor Vinicius.

Público pequeno e atraso para começar a partida

O estádio Al Lang esteve longe de sua lotação máxima - que é de pouco mais de sete mil lugares apenas. Os públicos pequenos têm sido rotina no torneio amistoso, que nesta quinta ainda teve problemas de pontualidade na partida. Inicialmente marcado para as 22h, o jogo só começou dez minutos mais tarde.

Profeta volta como capitão

Assim como aconteceu durante a passagem por empréstimo em 2017, Hernanes recebeu a braçadeira de capitão no São Paulo. O posto foi dividido por Hudson, que seguiu como titular para esta temporada, e Sidão, agora no Goiás, durante o ano passado. No segundo tempo, com o time inteiro trocado, Nenê pegou a faixa.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Gol alemão vem com vacilo de Peres e reclamação com juiz

O placar foi inaugurado em São Petersburgo logo aos dez minutos. Foi resultado da imposição física dos alemães, que roubavam a bola com facilidade no campo ofensivo. Foi assim que Bruno Peres acabou desarmado ao receber passe de Tiago Volpi pela direita e cometeu pênalti em Willems. O croata Ante Rebic foi para a bola e marcou. Os tricolores reclamaram de falta em Arboleda na origem da jogada, mas o árbitro Andrew Musache interpretou o lance como normal.

Primeira finalização tricolor só aos 38 minutos

Custou para que o São Paulo conseguisse sair da forte e adiantada marcação do Eintracht. E o caminho encontrado para isso foi pelos lados do campo. Bruno Peres, apesar do erro no gol, conseguiu boas descidas. Reinaldo, que também começou mal, cresceu na segunda metade da etapa inicial e criou duas grandes jogadas: serviu Helinho, que deu o primeiro chute brasileiro no jogo aos 38 minutos, e Hudson, que entrou bem como surpresa na área, mas furou a cabeçada com gol vazio no lance seguinte.

São Paulo tem mais estreantes no segundo tempo

André Jardine cumpriu a promessa de trocar todo o time no intervalo. Assim, depois de promover as estreias de Tiago Volpi, Hernanes e Pablo, o técnico permitiu que Igor Vinícius, Léo e Willian Farias vestissem a camisa do São Paulo pela primeira vez.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Nenê marca o primeiro gol do São Paulo no ano

O São Paulo passou apuros nos minutos iniciais do segundo tempo. Foram duas chances boas para o Eintracht em cruzamentos vindos da esquerda. Mas foi o Tricolor quem marcou. Aos dez minutos, Liziero roubou a bola no meio de campo, arrancou e acionou Diego Souza na área. O centroavante tentou a devolução, e a bola passou pelo volante, mas encontrou o chute de primeira de Nenê. Foi o 13º gol do meia pelo time paulista.

Azar brasileiro, gol alemão

Oito minutos após Nenê empatar, os alemães voltaram a ficar em vantagem no placar. Jovic arrancou pela esquerda mais uma vez e cruzou rasteiro. Jean saiu para abafar, mas trombou com Igor Vinicius e viu a bola entrar. O lance, mistura de trapalhada e azar, deixou o goleiro irritado.

Everton Felipe fica no quase após boa tabela

Outra boa jogada foi feita pelo lado esquerdo do ataque são-paulino. Everton Felipe buscou o pivô de Diego Souza, recebeu de volta e bateu forte para boa defesa de Rönnow. O meia-atacante revelado no Sport teve sua melhor atuação desde que chegou ao Tricolor, no ano passado, e se entendeu bem com Léo no lado esquerdo.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 1X2 EINTRACHT FRANKFURT

Local: Al Lang Stadium, em São Petersburgo (EUA)
Data/Hora: 10 de janeiro de 2019, às 22h
Árbitro: Andrew Musache (EUA)
Assistentes: Miguel Martes e Hayden Oscanoa (ambos dos EUA)
Cartões amarelos: Fabián e Tawatha (EIN); Everton Felipe e Willian Farias (SAO)

Gols: Rebic, de pênalti, aos 10 minutos do primeiro tempo, e Igor Vinicius, contra, aos 19 minutos do segundo tempo (EIN); Nenê, aos 10 minutos do segundo tempo (SAO)

SÃO PAULO: Tiago Volpi (Jean), Bruno Peres (Igor Vinícius), Arboleda (Bruno Alves), Anderson Martins (Lucas Kal) e Reinaldo (Léo); Jucilei (Willian Farias), Hudson (Araruna) e Hernanes (Liziero); Helinho (Nenê), Pablo (Diego Souza) e Everton (Everton Felipe). Técnico: André Jardine.

EINTRACHT FRANKFURT: Kevin Trapp (Rönnow), Danny Da Costa (Russ), Abraham (Salcedo) e N'Dicka (Stendera); Gelson Fernandes (Rode), Hasebe (Falette), De Guzmán (Tawatha) e Willems (Fabián); Kostic (Haller), Rebic (Jovic) e Hrgota. Técnico: Adi Hutter.

Mais Futebol