Sampaoli fala em tom de cobrança e aguarda reforços após 1º teste do Santos

Do UOL, em São Paulo

Jorge Sampaoli quer reforços. Passado o primeiro teste para a temporada 2019, em que o Santos empatou por 1 a 1 com o rival Corinthians, o treinador não esconde que espera por novas peças para fortalecer o atual elenco do Peixe.

Tanto é que, questionado sobre o clube ter confirmado somente o meia venezuelano Yeferson Soteldo, do Huachipato (Chile), até o momento, o comandante argentino falou em tom de cobrança à diretoria e ao presidente José Carlos Peres.

"Sobre a insatisfação (pela demora nas contratações), quando eu vim, vim para uma equipe com muita história. Temos que estar à altura dessa história, Neymar, Pelé. Expressamos nosso desejo de manter esse alto nível e pedimos ao presidente para que nos ajude nisso. No curto prazo, esperamos que ele possa cumprir esse compromisso, até para que o Santos tenha a chance de competir com outros times já formados. Queremos um time competitivo para fazer jus à história. Tomara que o Santos tenha o que merece em breve", disse.

Ainda sobre o assunto, Sampaoli deu uma amostra de seu perfil inquieto. Para ele, treinadores nunca estão satisfeitos, principalmente em uma equipe de grande expressão. "Sempre digo, aqui é um clube grande. Na Argentina, no Chile, na Espanha, Santos é grande", reiterou ele, citando os países por onde já trabalhou.

Outro ponto de importância após o primeiro teste é sobre o estilo de jogo do Peixe. Sampaoli, que viu seu time ficar mais com a bola do que o rival na Arena Corinthians, deixou claro que priorizará a posse "em qualquer estádio, contra qualquer time".

O Santos agora volta aos trabalhos e se prepara para a estreia no Campeonato Paulista. No próximo sábado (20), o clube abre a participação no torneio estadual diante da Ferroviária, às 17h (de Brasília). Será a primeira exibição do Peixe sob o comando do técnico argentino na Vila Belmiro.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos