Topo

Futebol


EA Sports limita preço para evitar lucro com carta de Sala no FIFA 19

Do UOL, em São Paulo

23/01/2019 12h57

O desaparecimento do avião em que estava Emiliano Sala fez com que a EA Sports tivesse que influenciar no mercado de transferência do modo Ultimate Team, do FIFA 19. A carta do jogador inflacionou na última terça-feira (22) e chegou a ser vendida por 10 mil moedas - o valor normal dela era de cerca de 500 moedas.

Para evitar que isso continuasse, a EA Sports proibiu vendas maiores que o valor de 1 mil moedas da carta. A atitude já havia sido tomada no ano passado, quando o zagueiro Davide Astori morreu.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Ainda assim, é quase impossível encontrar a carta no mercado de transferências do game, devido ao alto número de compras ocorridas na última terça-feira.

Leia também:

O aumento considerável no preço da carta de Sala gerou críticas de Wendell Lira nas redes sociais. Em sua conta no Twitter, o ex-jogador de futebol e atualmente jogador profissional de FIFA lamentou a tentativa da comunidade do game em lucrar com o ocorrido.

"Uma vergonha! Toda vez que acontece alguma tragédia os players se aproveitam para lucrar", escreveu.

Emiliano Sala havia acabado de ser contratado pelo Cardiff, da Inglaterra. Ele estava no auge de sua carreira e era um dos artilheiros do Campeonato Francês, onde vestia a camisa do Nantes. O oficial envolvido na busca disse não ter esperança de encontrá-lo com vida.

Mais Futebol