Topo

Santos

Santos não sabia sobre injeções e aguarda Rodrygo nesta quinta para exames

Divulgação/Conmebol
Rodrygo em ação durante partida da seleção brasileira sub-20 contra o Equador Imagem: Divulgação/Conmebol

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

2019-02-13T04:00:00

13/02/2019 04h00

A notícia de que o atacante Rodrygo atuou no Campeonato Sul-Americano Sub-20 com a seleção brasileira sob efeito de injeções para amenizar a dor não caiu bem no Santos. O Departamento Médico do clube aguarda o jovem jogador retornar ao país para submetê-lo a exames, o que deve ocorrer nesta quinta-feira (14), data marcada para sua reapresentação.

O DM do Peixe nem sequer foi avisado sobre o procedimento e não sabe qual é a atual condição do jogador. A entrevista concedida pelo atacante à Globo após a vitória por 1 a 0 sobre a Argentina, no último domingo, surpreendeu a todos.

"Venho tratando sempre antes dos jogos. Não vou dizer que estou jogando no sacrifício, mas não estou 100%. Enquanto estiver jogando com a camisa da seleção, vou dar minha vida. Dói na hora do chute, principalmente com a perna esquerda. Tenho tomado injeção todos os jogos. Tomo injeção, consigo entrar bem no jogo, mas chega o segundo tempo já dói bastante. Já fico mais baqueado assim", disse Rodrygo, na ocasião.

Sem saber da gravidade da lesão, o DM santista aguarda o retorno do jogador para avaliar seu estado. Em entrevista ao UOL Esporte, o presidente José Carlos Peres prometeu cobrar explicações da CBF.

"Vamos comunicar à CBF e pedir um relatório do que aconteceu. Não comunicaram, a não ser com o médico que está viajando. A mim não chegou nada, e dar injeção não é um parâmetro legal. Em novembro, talvez tenha sentido, mas foi férias em dezembro e não voltou ao clube, foi direto (para a Seleção)", disse, na última segunda-feira, após reunião do Comitê de Gestão.

Procurada, a CBF informou que não iria se posicionar sobre o caso.

Rodrygo participou de oito jogos com a seleção sub-20 e fez dois gols, ambos logo na estreia. Depois, o atacante ficou marcado por um cartão vermelho recebido e se desculpou publicamente em sua conta no Twitter. O Brasil terminou o torneio na quinta colocação e não conseguiu classificação para o Mundial da categoria e para os Jogos Pan-Americanos deste ano.

O Menino da Vila tem apenas mais quatro meses para atuar pelo Santos, já que em julho se apresenta ao Real Madrid. O gigante espanhol adquiriu seus direitos ainda no ano passado, mas o acordo previa que, mesmo com Rodrygo completando 18 anos em janeiro, ele permaneceria no Peixe até o meio do ano. Com as injeções, o jogador deve ter ainda menos jogos com a camisa santista.

Siga o UOL Esporte no