Topo

Em baixa, Maxi vira desfalque e vê "briga" interna no Vasco por renovação

Maxi López se vê em meio de uma briga entre diretoria do Vasco e "Turma do Quiosque" - Thiago Ribeiro/AGIF
Maxi López se vê em meio de uma briga entre diretoria do Vasco e "Turma do Quiosque" Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/03/2019 04h00

Ídolo da torcida, Maxi López tem contrato com o Vasco acabando em dezembro. As conversas pela renovação não têm sido fáceis e prometem virar novela. Tudo porque há uma briga nos bastidores do clube entre o grupo "Turma do Quiosque" e parte da diretoria de futebol do clube. O argentino luta por um contrato melhor, mas se vê em meio a uma delicada situação em São Januário. Para piorar, ele virou desfalque contra o Boavista neste sábado, às 16h30, em São Januário, por conta de uma sinusite.

Para entender melhor a atual situação é preciso voltar à temporada 2018, quando Maxi López foi contratado. A chegada do argentino foi idealizada pelo grupo do Quiosque, que disse ter tido que vencer a desconfiança de parte da cúpula do futebol para fechar a transação. A decisão se mostrou acertada e o atacante foi um dos principais nomes na manutenção do time na elite do futebol brasileiro.

Zé Colmeia, ex-fisioterapeuta de Romário, e homemo próximo ao presidente Alexandre Campello, é o líder do grupo e uma espécie de porta voz nas redes sociais. Sem papas na língua, ele realizou uma transmissão no Instagram para desabafar sobre o atual momento. "O diretor não queria, o treinador não queria... trouxemos. Ele vira ídolo, ajuda, salva do rebaixamento. E agora julgam", disse.

Ainda que Zé Colmeia não cite diretamente, a principal bronca do Quiosque é com o diretor de futebol do Vasco, Alexandre Faria, que acredita que o futebol do clube deve ser tocado pelos profissionais da área e não por amadores. A rusga não é nova e se arrasta nos bastidores de São Januário desde o ano passado.

O problema é que agora a briga atingiu diretamente um dos principais jogadores do elenco: Maxi López. Em meio a renovação de contrato, o argentino pede um salário maior do que os R$ 300 mil que recebe atualmente. Além disso, quer um vínculo até o fim de 2021.

O Vasco, por sua vez, quer um contrato mais curto, apenas até o fim de 2020. Isso sem contar que vê a pedida de Maxi López fora da realidade do clube - a pedida do argentino é de R$ 600 mil. Revoltados, a "Turma do Quiosque" acusa membros da diretoria de terem vazado a informação (publicada inicialmente pelo UOL Esporte) para deixar a torcida contra o ídolo.

"Isso é coisa de filho da p... Conseguiram o que queriam". Essas foram as palavras utilizadas por Zé Colmeia em um vídeo em que respondeu várias perguntas feitas por torcedores em sua rede social.

Estrela maior do Vasco, Maxi López está com sinusite e desfalcará o time na tarde deste sábado contra o Boavista. Ainda não se sabe quando o argentino terá novamente condição de jogo, mas o fato é que o conturbado bastidor do clube segue atrapalhando o Cruzmaltino como um todo.

VASCO x BOAVISTA

Data e hora: 02/03/2019, sábado, às 16h30 (horário de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda
Auxilares: Wallace Muller Barros Santos e Rachel de Mattos Bento

Vasco
Fernando Miguel, Cáceres, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raul e Lucas Mineiro; Yago Pikachu, Bruno César e Marrony (Rossi); Ribamar.
Técnico: Alberto Valentim

Boavista
Guilherme; Wellington Silva, Gustavo Geladeira, Elivelton e Christiano; Douglas Pedroso, Vitor Faiska, Arthur Rezende e Lucas; Felipe Augusto e Renan Donizete.
Técnico: Eduardo Allax