Topo

Vasco

Sem Maxi López, Vasco vence 1ª na Taça Rio com Bruno César decisivo

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-03-02T18:28:59

02/03/2019 18h28

Mesmo sem Maxi López, o Vasco não teve muita dificuldade para vencer o Boavista por 2 a 0 neste sábado, em São Januário. Na ausência do argentino, desfalque por conta de uma sinusite, Bruno César chamou a responsabilidade e participou diretamente dos gols marcados por Marrony e Rossi.

Com a primeira vitória na Taça Rio, o Vasco chega aos 4 pontos e empata com o Fluminense na liderança do Grupo B com quatro pontos. O Cruzmaltino volta a campo no próximo sábado, quando medirá forças com o Flamengo, no Maracanã.

Quem foi bem: Bruno César

O camisa 10 ainda não está com o melhor ritmo, mas já se mostra fundamental para o time do Vasco. Ele participou dos dois primeiros gols do time. Bateu falta que resultou o primeiro e deu assistência para Rossi no segundo.

Quem foi mal: Ribamar 

O atacante tentou substituir Maxi López, desfalque por conta de uma sinusite. O atacante teve boa movimentação e criou espaços, mas precisa melhorar a qualidade da finalização.

Vasco começa jogo devagar

A partida disputada no sábado de Carnaval não animou os foliões que deram um tempo nas festas para acompanhar o jogo em São Januário. Os donos da casa ficaram bom a bola, mas não conseguiam oferecer perigo ao gol adversário. O único lance, mesmo assim sem muito perigo, ocorreu em um chute de fora da área de Lucas Mineiro.

Árbitro marca pênalti inexistente, mas se corrige

Aos 27min, o árbitro João Batista de Arruda marcou pênalti para o Vasco. Ele viu o cruzamento de Thiago Galhardo bater na mão de Arthur. Após consultar dois auxiliares, a arbitragem voltou atrás e cancelou a penalidade. De fato, a bola bateu na perna do atleta do Boavista.

Bruno César bate falta, e Marrony marca no rebote

Após o lance polêmico, o jogo esquentou e ganhou em emoção. Aos 33min, Bruno César teve boa oportunidade para marcar seu primeiro gol com a camisa do Vasco. O camisa 10 cobrou com qualidade, mas viu Guilherme fazer boa defesa. Melhor para Marrony que estava ligado e abriu o placar no rebote: 1 a 0.

Vasco aposta em contra-ataque e quase amplia com Ribamar

Após sair na frente do placar, o Vasco recuou e esperou as oportunidades para contra-atacar. Em uma dessas jogadas, Marrony usou toda sua velocidade e deu passe açucarado para Ribamar. O atacante chutou cruzado, mas mandou para fora.

Boavista pressiona, e Rossi não perdoa

A proposta de jogo do Vasco era arriscada. Os donos da casa chamaram o adversário ao campo de ataque e passou a ser pressionado. Fernando Miguel fez grande defesa aos 6min. A defesa virou um contra-ataque fatal e fez valer a tática do Vasco. Bruno César recebeu no  meio de campo e acionou Rossi, nas costas do zagueiro. O atacante não perdoou e estufou as redes: 2 a 0.

VASCO 2 x 0 BOAVISTA

Data e hora: 02/03/2019, sábado, às 16h30 (horário de Brasília)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: João Batista de Arruda
Auxilares: Wallace Muller Barros Santos e Rachel de Mattos Bento
Cartões amarelo: Christiano (BOA)
Cartão vermelho: Moskito
Gols: Marrony, aos 33min do primeiro tempo; Rossi, aos 7min do segundo tempo

Vasco
Fernando Miguel, Cáceres, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Lucas Mineiro (Bruno Silva), Bruno César, Marrony (Thiago Reis) e Rossi; Ribamar (Lucas Santos).
Técnico: Alberto Valentim

Boavista
Guilherme; Wellington Silva, Gustavo Geladeira, Elivelton e Christiano; Douglas Pedroso, Ralph (Leandrão), Arthur Rezende e Luís Soares (Moskito); Felipe Augusto e Renan Donizete.
Técnico: Eduardo Allax