Topo

Corinthians

Comprar ingresso
Comprar ingresso

Love se diz à vontade em função de 12º jogador: "Não preciso provar nada"

RICARDO MOREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Love voltou ao Corinthians menos goleador, mas mais participativo e voluntarioso Imagem: RICARDO MOREIRA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Arthur Sandes e Flávio Latif

Do UOL, em São Paulo

2019-03-15T15:50:10

15/03/2019 15h50

Vagner Love não é titular absoluto do Corinthians, mas atuou em dez jogos seguidos desde que estreou na temporada. Mesmo aos 34 anos, o atacante mostra boas condições físicas e com base nisso tem conseguido ajudar quase sempre. É como um 12º jogador no elenco de Fábio Carille, que sempre que precisa está ali cobrindo alguma função.

"Pela minha experiência, já tenho na minha cabeça que não preciso estar provando nada para ninguém. Só para mim mesmo, de que tenho condições de estar ali dentro, jogando em alto nível", disse Love em entrevista coletiva na tarde de hoje, no CT Joaquim Grava, quando questionado sobre algum tipo de aflição por marcar mais gols.

Nos dez jogos Love somou 616 minutos em campo em 2019, com apenas dois gols: marcados contra o Racing (ARG) e contra o Ceará. É pouco para um centroavante do porte dele, mas o posicionamento diferente e a experiência, como visto, fazem com que os números não lhe incomodem.

"Com a cabeça tranquila, sabendo que posso ajudar, as coisas acontecem naturalmente; sem ansiedade", afirma. "Voltei muito mais tranquilo do que em 2015, quando queria fazer gol o tempo todo. Hoje quero ajudar, seja de qual forma for: marcando, correndo, tirando uma bola. Claro que quero fazer gols, é algo que fiz a vida inteira, mas ansiedade não tenho mais."

Desde que chegou, o camisa 9 tem sido testado como segundo atacante ou até mesmo como ponta, porque o comando de ataque é sempre de Gustagol ou de Boselli. É fora da área que Vagner Love tem sido mais importante para Carille, porque melhora a armação das jogadas e dificulta a marcação dos adversários.

Para estar sempre à disposição, no entanto, ele faz um trabalho de muito cuidado com a comissão técnica corintiana. Não pode jogar o tempo todo, porque afinal não é mais garoto, então precisa manter-se bem alinhado com fisioterapeutas e médicos do Corinthians para colaborar o máximo que puder sem correr riscos de lesão.

"Estão sempre perguntando se estou bem descansado, se dá para treinar ou é melhor segurar", revela Love. "Fico feliz de participar de todos os jogos, mas o Carille já me chamou algumas vezes para avisar que não começaria comigo? Ele fala diretamente com o jogador, o que é bom. É importante o diálogo olho no olho, para o treinador passar o que ele quer", exalta o atacante.

O camisa 9 tem chances de ser titular do Corinthians contra o Oeste, a partir das 16 horas (de Brasília) deste domingo (17), pela 11ª rodada do Campeonato Paulista, na Arena. O Alvinegro lidera o grupo C com 15 pontos, um a mais que a Ferroviária e cinco na frente do Bragantino.

Confira a íntegra da coletiva de Vagner Love:

Mais Corinthians