Topo

São Paulo

São Paulo explica "projeto Pato" a Cuca e se anima com contratação

Fred Lee/Getty Images
Alexandre Pato estava no futebol chinês, mas ficou livre no mercado no fim de semana Imagem: Fred Lee/Getty Images

Bruno Grossi e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

2019-03-18T17:31:38

18/03/2019 17h31

O São Paulo está mais confiante com a possibilidade de ter Alexandre Pato de volta. A diretoria explicou à comissão técnica a importância do retorno do atacante e que a contratação não impediria que outros reforços pedidos por Cuca também fossem buscados. Outro fator que anima o Tricolor é a disposição de Pato em se enquadrar na realidade financeira do clube.

Os são-paulinos estão desde o fim do ano passado atentos à situação de Pato. Havia a expectativa sobre uma saída sem custos do Tianjin Tianhai, da China, algo que só foi se concretizar no último sábado. Foi aí que os dirigentes tiveram as primeiras conversas mais diretas com a comissão técnica sobre o jogador de 29 anos.

A princípio, Cuca se mostrou reticente. Afinal, foi informado que para reformular o elenco precisaria se desfazer de algumas peças do grupo atual. Foi assim que Diego Souza saiu do clube, aliviando a folha salarial para permitir novas contratações. O receio de Cuca era que o investimento por Pato impedisse outros reforços para posições consideradas carentes, como lateral direita e meio de campo.

Os dirigentes já explicaram a Cuca que não há essa dependência e que os pedidos anteriores poderão ser atendidos - para isso, outros jogadores poderão sair, como Nenê e Bruno Peres.

Esse espaço para reformular o elenco mesmo com a presença de Pato passa muito pela disposição do próprio atacante para tornar a negociação viável. Mesmo em outras conversas para voltar ao São Paulo, como em 2016, sempre deixou claro que aceitaria ter vencimentos dentro da realidade financeira do clube, já que tem carinho pelo Tricolor após os dois anos no Morumbi em 2014 e 2015.

Pato novamente se abriu para baixar o salário. Ele é visto como a reposição a Diego Souza no grupo, tanto pela posição em que atua, quanto pelo investimento que será necessário mensalmente. Também será necessário pagar luvas a Pato. É uma prática ainda mais comum quando se trata de um atleta livre no mercado.

A volta de Pato é vista como um grande passo para tornar mais convincente a tentativa de reestruturação do São Paulo já no terceiro mês do ano. É um jogador de peso para tirar um pouco da pressão sobre Hernanes e Pablo e, principalmente, de garotos do elenco como Antony e Helinho. Além disso, a figura de Pato é bem aceita pela torcida e pode gerar receitas de marketing.

Siga o UOL Esporte no