Topo

Santos

Apático, Santos é goleado pelo Botafogo e não terá vantagem nas quartas

Siga o UOL Esporte no

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

2019-03-20T23:19:18

20/03/2019 23h19

O Santos foi derrotado pelo Botafogo por 4 a 0 na noite de hoje, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Os gols foram marcados por Rafael Costa, três vezes, e Plínio.

Com o resultado, o Peixe perdeu a chance de alcançar o Red Bull Brasil na liderança do grupo A. Assim, o time do interior de São Paulo terá a vantagem de definir o confronto das quartas de final em casa.

O time do técnico Jorge Sampaoli volta a campo neste final de semana, em data ainda não definida pela Federação Paulista de Futebol (FPF), justamente pelo duelo mata-mata do estadual diante do Red Bull Brasil.

Botafogo começa ligado e abre o placar

Com menos de um minuto de jogo, o Botafogo já fez o primeiro gol. Copete perdeu a bola na esquerda, Erick arrancou, foi ao fundo e cruzou, a zaga cortou e a bola voltou para ele, que deu de cabeça mais atrás para Marlon Freitas. No bate rebate, o meia conseguiu cruzar e achou Rafael Costa livre para cabecear e fazer 1 a 0.

Santos não acorda e Botafogo amplia

O Peixe seguiu sem se encontrar em campo e viu o rival ampliar a contagem antes dos 20 minutos. Em escanteio cobrado, Erick pega a segunda bola e joga pro meio da área. O zagueiro Plínio aparece para desvia de carrinho e colocar a bola na rede.

Santos segue com dificuldade para criar, mas acerta a trave

Com um time reserva em campo, o Peixe não conseguia dominar o meio-campo e criar jogadas trabalhadas. A única chance do Santos na primeira etapa surgiu em um escanteio já no final. Pituca cobrou curto com Yuri, que jogou na área para Gustavo Henrique, sozinho, desviar e a bola explodir no travessão.

Peixe se lança ao ataque e toma o terceiro

O técnico Jorge Sampaoli voltou com Rodrygo na vaga de Luiz Felipe, desfazendo a linha de três na zaga. O Santos até levou perigo nos primeiros minutos com Felippe Cardoso após erro da defesa do Botafogo, mas a equipe do interior que voltou a marcar. Em contra-ataque rápido, Marlon Freitas lançou bela bola para Rafael Costa em profundidade. Livre, o atacante teve frieza para tocar na saída de Vanderlei e fazer 3 a 0.

Botafogo transforma vitória em goleada

Mesmo com as alterações, o Santos não conseguiu levar perigo ao gol do Botafogo e pior: viu a derrota se transformar em goleada no final. Sem Lucas Veríssimo, expulso, o Peixe viu o Botafogo aproveitar a vantagem de ter um homem a mais e ampliar. Wellington Bruno lançou novamente Rafael Costa e o atacante, mais uma vez, venceu o duelo com Vanderlei para fechar o placar.

O melhor: Rafael Costa

O atacante foi decisivo no jogo. Apareceu bem logo no primeiro minuto por trás da marcação para abrir o placar e o caminho para a vitória do Botafogo. Na segunda etapa, quando o Peixe voltou com alterações para buscar o resultado, foi lançado também nos primeiros minutos e não perdoou, demonstrando frieza para trocar na saída de Vanderlei. No final do jogo ainda transformou a vitória em goleada anotando seu terceiro gol na partida.

O pior: Yuri

A lista dos piores em campo poderia incluir mais de metade do time em uma noite apática do Santos. O volante Yuri entrou com a responsabilidade de ser o primeiro volante, com função primária defensiva, mas também deveria ajudar na armação já que o Peixe foi a campo com três zagueiros. No entanto, ele não conseguiu fazer nenhuma das duas coisas: não marcou ninguém e também não conseguiu ajudar na armação. Copete, que errou no primeiro gol do Botafogo, chegou a ser atacante durante parte do jogo e terminou a partida no meio-campo, também foi dos piores do jogo.

FICHA TÉCNICA
Botafogo 4 x 0 Santos

Data: 20 de março de 2019 (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luiz Alberto Andrini Nogueira
Gols: Rafael Costa, com 1 minuto do primeiro tempo, aos 4 e aos 42 minutos do segundo tempo, e Plínio, aos 18 minutos do primeiro tempo
Amarelos: Matheus Ribeiro e Lucas Veríssimo, do Santos; Pará, do Botafogo
Vermelho: Lucas Veríssimo, do Santos

BOTAFOGO: Darley; Bruno José (Evandro), Naylhor, Plínio e Pará; Willian Oliveira, Marlon Freitas e Nadson (Wellington Bruno); Rafael Costa, Felipe Saraiva e Erick (Ednei). Técnico: Roberto Cavalo.

SANTOS: Vanderlei; Gustavo Henrique, Luiz Felipe (Rodrygo) e Lucas Veríssimo; Matheus Ribeiro, Yuri, Jean Lucas (Felipe Jonatan), Diego Pituca e Copete; Felippe Cardoso (Orinho) e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli.