Topo

Futebol


Maradona desabafa sobre seleção da Argentina: "Não merecem essa camisa"

REUTERS/Jose Luis Gonzalez
Ídolo argentino ainda comentou sobre a estreia do compatriota Tata Martino no comando da seleção mexicana Imagem: REUTERS/Jose Luis Gonzalez

Do UOL, em São Paulo

2019-03-24T09:28:24

24/03/2019 09h28

O Dorados de Sinaloa venceu o Juarez por 1 a 0 e se firmou dentro do grupo que avança para a fase decisiva da segunda divisão do Campeonato Mexicano. Apesar do importante resultado do time, o principal assunto na entrevista coletiva de seu técnico, Diego Armando Maradona, não foi o desempenho em campo. E sim a seleção argentina, da qual ele é ídolo incontestável. Mesmo com a volta de Messi, a equipe sul-americana foi derrotada por 3 a 1 pela Venezuela e segue sem se encontrar. No México, o antigo camisa 10 campeão mundial de 1986 deu forte depoimento.

LEIA MAIS

Ao ser questionado se viu o último jogo da Argentina, Maradona foi enfático: "Não, eu não vejo filmes de terror." Depois, retomou o assunto: "Eu sou muito argentino e me sinto parte de outro patamar de treinadores e jogadores. Não quero que pensem diferente, mas sei o que estão pensando Ruggeri, Batista, Giusti, Pumpido Caniggia... que essa equipe não merece essa camisa. Todos os que eu citei a levavam tatuada, nós a temos tatuada", disse o ex-jogador, antes de iniciar críticas diretas a Claudio Tapia, presidente da Federação Argentina de Futebol.

"Nós demos a vida para que apareça um... Eu não sei o que o Tapia será, se ele será um professor de matemática, mas ele não tem nenhuma ideia do que faz. Sinto muito pelo povo da Argentina que continua acreditando nesses mentirosos. Sinto muito pelos jogadores que precisam dar a cara quando não deveriam. Teriam que ser os dirigentes que começam a plantar para as coisas saírem bem. Há despreparados comandando a seleção, vocês acham que iam ganhar da Venezuela? Venezuela é um time formado e a Argentina, assim, não vai ganhar nenhum jogo, me desculpe", completou Maradona.

Aos 58 anos, Maradona é o maior ídolo da história do futebol argentino e trabalha no México desde setembro de 2018. Em janeiro deste ano, a seleção mexicana anunciou a contratação de Tata Martino, compatriota de Maradona, como treinador. E o ex-jogador falou dele em tom elogioso: "Foi muito boa a estreia de Tata Martin, tenho que certeza que se o deixarem trabalhar ele dará alegrias ao México. Vi um time compacto, um time do Tata. Ainda falta que ele conheça mais o futebol daqui, mas foi uma ótima estreia, porque fazer três gols no Chile não é fácil." O México venceu o Chile por 3 a 1 na última sexta-feira.

Enquanto isso, o Dorados assumiu a oitava posição do Clausura, o segundo turno do Campeonato Mexicano. Neste momento o time avançaria para a fase que dá o acesso à elite mexicana.

Mais Futebol