Topo

Santos gastou R$ 8 mi para dispensar funcionários e ainda deve a outros

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

16/04/2019 04h00

No primeiro ano da gestão do presidente José Carlos Peres, o Santos efetuou 108 demissões sem justa causa gerando um custo total para o clube de R$ 8,1 milhões. Foram 101 rescisões antecipadas de funcionários com carteira registrada, gerando R$ 7,7 milhões de despesas, e outras sete pessoas jurídicas que ocupavam cargos de gerência ou coordenação, com um custo de R$ 415 mil.

O Peixe ainda não pagou todos os funcionários demitidos e, só no ano passado, 10 deles entraram reclamações trabalhistas com pedidos de indenização na ordem de R$ 1,3 milhões.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.