Topo

São Paulo vê Antony brilhar e terá de lidar com assédio europeu

Siga o UOL Esporte no

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

22/04/2019 12h00

O São Paulo não conseguiu superar o Corinthians e terminou como vice-campeão do Campeonato Paulista na tarde de ontem. Mas isso não muda a projeção alcançada por Antony. Principal revelação do clube na temporada, o atacante marcou o gol tricolor na final em Itaquera e ficou ainda mais evidência. Assim, a diretoria sabe que terá trabalho para segurá-lo por mais tempo no Morumbi.

Ainda não foi enviada aos dirigentes são-paulinos nenhuma proposta oficial por Antony. Dois clubes, no entanto, demonstraram interesse em contratar o atacante de 19 anos formado em Cotia: o holandês Ajax e o italiano Milan. As equipes fizeram consultas sobre a situação contratual do jovem e estudam uma investida assim que a janela de transferências internacionais reabrir na Europa, em julho.

Tanto o São Paulo quanto o estafe de Antony, entretanto, não imaginam uma venda no meio deste ano. O plano é mantê-lo pelo menos até dezembro. Essa ideia foi exposta a Cuca, que reforçou o desejo de contar com o prata da casa no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. O contrato de Antony tem validade até 30 setembro de 2023.

A multa do atacante para transferências internacionais é de 50 milhões de euros (quase R$ 220,91 milhões). Já para uma possível transação no mercado brasileiro a multa é de R$ 50 milhões. Esse valor é calculado a partir dos salários do garoto.