Topo

Vasco

Santos perde para o Vasco e se classifica na Copa do Brasil pelo saldo

Thiago Ribeiro/AGIF
Vasco, de Lucas Mineiro, e Santos, de Carlos Sánchez, fizeram uma partida disputada em São Januário pela Copa do Brasil Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-04-24T21:13:05

24/04/2019 21h13

Quem achava que a situação havia se resolvido no jogo de ida, na Vila Belmiro (SP), quando o Santos conseguiu dois gols de frente, se enganou. Apresentando um futebol muito melhor sob comando do interino Marcos Valadares, o Vasco chegou a reverter a desvantagem com Raul e Ricardo Graça e só não saiu classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil, hoje, em São Januário, por conta do gol do lateral esquerdo Jorge. Mesmo com os cariocas vencendo por 2 a 1, os paulistas, que sofreram muito até o fim, avançam pelo gol fora de casa.

O próximo adversário do Santos na competição sairá após um sorteio realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Para o Vasco resta a disputa do Campeonato Brasileiro.

Neste domingo (28), os cruzmaltinos e os santistas estreinam na Série A. O Cruzmaltino visita o Athletico-PR, em Curitiba (PR), e o Santos encara o Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Jean Mota carimba a trave e quase faz golaço

Logo no início do jogo, Jean Mota quase fez um golaço ao receber de costas para o gol, na intermediária, e girar chutando de voleio. A bola encobriu o goleiro Fernando Miguel, bateu na trave, correu por cima da linha e saiu.

Vasco perde Castan e Fernando Miguel com 25 minutos

O zagueiro Leandro Castan voltou a sentir a lesão na coxa direita que o tirou do jogo de ida e precisou ser substituído aos 10 minutos do primeiro tempo pelo zagueiro Ricardo Graça. Quinze minutos depois foi a vez do goleiro Fernando Miguel sentir a contusão na panturrilha direita que o tirou da partida na Vila Belmiro. Ele deu lugar ao jovem Alexander, vice-campeão da Copinha deste ano com o Vasco.

Vasco abre o placar com linda assistência de Maxi

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Aos 12 do primeiro tempo, Felipe Aguilar saiu jogando errado, perdeu a bola para Lucas Santos que passou para Lucas Mineiro. O volante deu uma bela enfiada para Maxi Lopez que, com extrema categoria, ajeitou a bola com um lindo calcanhar, desconcertou o goleiro Everson e Raul chutou para o fundo do gol.

Santos não abdica do ataque após o gol

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Mesmo tendo sofrido o gol, o Santos não recuou e continuou com sua proposta ofensiva criando boas oportunidades. O Vasco, por sua vez, levava mais perigo nos contra-ataques.

Ricardo Graça sobe livre e amplia para o Vasco

     Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Aos 38 minutos do segundo tempo, Danilo Barcelos cobrou um escanteio da direita, a bola viajou toda a área do Santos e encontrou Ricardo Graça que, sozinho, cabeceou para o fundo do gol dentro da pequena área da equipe paulista.

Vasco sai sob gritos de "time da virada"

Após o término do primeiro tempo, o Vasco deixou o campo sob fortes gritos da torcida com o tradicional cântico "o Vasco é o time da virada. O Vasco é o time do amor!".

Jorge faz golaço e diminui

Ex-jogador do Flamengo, o lateral esquerdo Jorge diminuiu para o Santos aos 8 minutos do segundo tempo após um rebote vindo da esquerda onde chutou da intermediária, a bola saiu prensada na zaga vascaína e foi no ângulo de Alexander.

Sampaoli é expulso

Muito agitado à beira do campo, o técnico Jorge Sampaoli foi expulso aos 34 minutos do segundo tempo após muita discussão com o quarto árbitro.

Vasco tem gol anulado aos 47 e Maxi perde chance

O Vasco ficou muito próximo de levar a decisão para os pênaltis quando, na base do abafa, Ricardo Graça cabeceou aos 47 para o fundo da rede e fez o gol. A arbitragem, porém, assinalou impedimento do zagueiro.

Depois de muita reclamação por parte dos cruzmaltinos, o jogo recomeçou e, aos 50, Gustavo Henrique falhou de forma bisonha, a bola sobrou para Maxi Lopez e o argentino tentou uma "cavada" por cima de Everson, mas o chute saiu para fora.

O melhor - Ricardo Graça se redime

Autor do segundo gol do Vasco, Ricardo Graça se redimiu do gol claro que perdeu na Vila Belmiro no jogo de ida, praticamente embaixo da trave santista.

"Futebol é engraçado. Se tivesse feito 1 a 0, talvez fosse diferente. Agora, está tudo igual", disse na saída de campo ao Sportv.

O pior - Felipe Aguilar falha feio

Disperso, Felipe Aguilar deu algumas bobeadas, inclusive uma crucial, que foi a do primeiro gol do Vasco, quando perdeu uma bola boba e iniciou a jogada do tento cruzmaltino.

Volta de Maxi

Reserva nos últimos jogos antes do técnico Alberto Valentim ser demitido, Maxi Lopez voltou ao time titular hoje sob o comando interino de Marcos Valadares. Em comparação ao jogo de ida na Vila Belmiro, o Vasco ainda contou com os retornos do goleiro Fernando Miguel e do zagueiro Leandro Castan, que estavam lesionados na ocasião.

Jorge no lugar de Soteldo

Pelo lado do Santos, o técnico Jorge Sampaoli fez apenas uma alteração em relação ao jogo da Vila Belmiro: a entrada do lateral esquerdo Jorge na vaga do atacante Soteldo.

Veja como foi a chegada do Vasco em São Januário

Mascotes do Vasco tietam Sampaoli

Antes de a bola rolar, mascotes do Vasco que aguardavam a entrada da equipe tietaram o técnico santista Jorge Sampaoli. Confira:

VASCO 2 X 1 SANTOS
Local:
São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 19h15 (horário de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Auxiliares: Helton Nunes (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Cartões amarelos: Lucas Mineiro, Raul Cáceres (VAS); Alison, Soteldo (SAN)
Cartões vermelhos: Ninguém
Gols: Raul, aos 12 minutos do primeiro tempo (VAS); Ricardo Graça, aos 38 minutos do primeiro tempo (VAS); Jorge, aos 8 minutos do segundo tempo (SAN)

Vasco
Fernando Miguel (Alexander), Raul Cáceres, Werley, Leandro Castan (Ricardo Graça) e Danilo Barcelos; Raul (Yan Sasse) e Lucas Mineiro; Yago Pikachu, Lucas Santos e Marrony; Maxi Lopez
Técnico: Marcos Valadares (interino)

Santos
Everson; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar e Jorge; Alison (Soteldo), Diego Pituca e Jean Mota (Yuri Lima); Carlos Sánchez (Jean Lucas), Rodrygo e Derlis González.
Técnico: Jorge Sampaoli.