Topo

Santos

Diogo Vitor tem pena reduzida após doping e volta ao Santos ainda em 2019

Ivan Storti/SantosFC
Diogo Vitor foi pego no exame antidoping com substância presente na cocaína Imagem: Ivan Storti/SantosFC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

2019-04-26T11:13:35

26/04/2019 11h13

O meia-atacante Diogo Vitor, do Santos, teve a pena de dois anos reduzida em seis meses após o julgamento de hoje devido ao exame antidoping que flagrou no jogador uma substância presente na cocaína. Assim, a pena total será de 18 meses.

Como o Santos suspendeu o jogador de forma preventiva no dia 25 de abril do ano passado, o meia já cumpriu 12 meses e volta aos gramados no final de outubro deste ano.

Segundo o advogado do jogador, Cristiano Caús, a votação do julgamento terminou com três votos por 18 meses de pena, dois votos por 24 meses e um voto apenas pelos 12 meses já cumpridos.

Diogo Vitor tem 22 anos e vinha ganhando espaço na equipe profissional do Santos no ano passado após se destacar com a equipe B em 2017. O jogador pode atuar como meia centralizado ou pelas pontas e vinha demonstrando velocidade e habilidade.

O jovem meia chegou a marcar seu primeiro gol pelo profissional do Peixe no clássico contra o Corinthians. Diogo foi flagrado no exame antidoping após a partida entre Santos e Botafogo-SP, em 21 de março, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. A partida foi para os pênaltis e Diogo Vitor converteu sua cobrança. Na semifinal, porém, em nova decisão por pênaltis diante do Palmeiras, Diogo perdeu o pênalti que acabou eliminando o Peixe.

O meia renovou contrato com o Santos no início do ano passado até fevereiro de 2021. O presidente José Carlos Peres chegou a dizer que ele tinha potencial para ser o "camisa 10" que o Peixe buscava na época.