Topo

Futebol


Palmeiras goleia Fortaleza e divide liderança do Brasileiro com Ceará

Bruno Grossi

DO UOL, em São Paulo

2019-04-28T20:53:00

28/04/2019 20h53

O atual campeão estreou com goleada no Campeonato Brasileiro de 2019. No encerramento da primeira rodada, o Palmeiras recebeu o recém-promovido Fortaleza no Allianz Parque na noite de hoje e venceu por 4 a 0 com direito a show de Zé Rafael, que marcou dois gols e deu uma assistência para Marcos Rocha. Bruno Henrique fechou a conta.

O curioso é que Zé Rafael começou no banco e só foi a campo porque Ricardo Goulart se lesionou nos primeiros minutos Com o resultado, o Palmeiras passa a dividir a liderança do Brasileiro com o Ceará, que goleou o CSA e também tem quatro gols de saldo ao fim da primeira rodada. Porém, o time cearense leva vantagem em relação ao último critério de desempate, que é o número de cartões amarelos.

O próximo compromisso alviverde no Brasileiro será justamente contra o time de Alagoas na próxima quarta-feira, no Rei Pelé. Já o Fortaleza de Ceni tentará a recuperação contra o Athletico-PR no Castelão.

O melhor: Zé Rafael

Xodó de boa parte da torcida, Zé Rafael só teve a chance de entrar hoje pela lesão sofrida por Ricardo Goulart. E mostrou para Felipão que pode ser muito mais usado no Palmeiras. Na vitória por 4 a 0, o meia marcou dois gols e deu uma assistência. Ele ainda não havia participado de nenhum tento com a camisa do Verdão e desencantou após sete partidas. Sua leitura de jogo para entra na área pela esquerda foi essencial para a vitória paulista.

O pior: Tinga

O lateral-direito do Fortaleza se preparou para encarar Dudu na noite de hoje. Com menos de dez minutos de jogo, viu o camisa 7 palmeirense ir para o meio após a entrada de Zé Rafael e pareceu se perder. Avanços na hora errada, marcação desajustada e muitas broncas de Rogério Ceni marcaram a atuação do defensor do time cearense no Allianz Parque.

Felipão ganha problema antes dos dez minutos

O cronômetro dos telões do Allianz Parque marcavam pouco menos de oito minutos quando Ricardo Goulart sentou no gramado, pela meia esquerda do ataque do Palmeiras, e ficou cabisbaixo. Imediatamente, o Verdão decidiu interromper uma jogada ofensiva e jogar a bola para fora. Os médicos entraram em campo para atender o camisa 11, mas não teve jeito: o meia-atacante precisou ser substituído devido a um problema no joelho direito. O técnico Luiz Felipe Scolari decidiu lançar Zé Rafael na partida.

Mas já apresenta a solução para abrir o placar

Nenhum técnico gosta de perder nenhum jogador lesionado, muito menos alguém do calibre de Ricardo Goulart. Mas a troca feita por Felipão devido à lesão do meia-atacante acabou sendo decisiva. Sete minutos após entrar em campo, Zé Rafael recebeu de Diogo Barbosa no lado esquerdo da área e bateu rasteiro, no contrapé de Felipe Alves. Foi o primeiro gol do meia contratado do Bahia desde a chegada ao Palmeiras. Até então, em sete partidas, não tinha participado de nenhum gol e ainda havia ficado marcado por perder o último pênalti da eliminação para o São Paulo na semifinal do Campeonato Paulista.

Felipe Alves tem noite inspirada e segura pressão do Palmeiras

Assim que foi campeão da Série B no ano passado, Rogério Ceni pediu ao Fortaleza a contratação do goleiro Felipe Alves, que apareceu no futebol paulista pelo Osasco Audax. Foi uma indicação polêmica, já que a torcida tem Marcelo Boeck como um dos ídolos da volta à elite do Brasileirão. Mas na primeira rodada na Série A a escolha de Ceni já pôde ser justificada. Felipe Alves fez duas defesas difíceis no primeiro tempo, evitou lançamento preciso para Deyverson e voltou do intervalo para fazer mais duas defesas impressionantes.

Torcida do Palmeiras vaia vídeo sobre VAR

Durante o intervalo, os telões do Allianz Parque exibiram um vídeo explicativo sobre o VAR produzido pela CBF, e parte da torcida do Palmeiras vaiou. Os palmeirenses acumulam reclamações recentes contra o recurso, como nas quartas de final do Paulista contra o Novorizontino e na semifinal contra o São Paulo. No duelo, o VAR ajudou a anular um gol de Dudu aos oito minutos de jogo por impedimento, mas a torcida reclamou muito mais do juiz Bráulio da Silva Machado por ter parado um contra-ataque de Dudu para marcar uma falta de Carlinhos, em vez de dar a vantagem.

Palmeiras aumenta pressão e amplia em lance polêmico

O Palmeiras manteve a postura ofensiva após o intervalo e apostou nas bolas cruzadas na área para pressionar a defesa tricolor. Felipe Alves fez outras duas grandes defesas conta investidas de Deyverson e Bruno Henrique, mas não conseguiu segurar por muito tempo. Aos 13 minutos, Bruno Henrique inverteu para Zé Rafael, que cruzou rasteiro para Marcos Rocha ampliar. Os jogadores do Fortaleza alegaram que a jogada começou enquanto reclamaram de uma saída de bola no ataque, e sobrou até amarelo para a comissão técnica do Fortaleza, para alegria da torcida palmeirense. Os telões do Allianz anunciaram que o cartão era para Ceni, mas após a partida o técnico negou e disse que foi para outra pessoa da comissão.

Weverton, enfim, trabalha, mas a noite é de Zé Rafael

Felipe Alves ainda fez milagre para evitar um chute endereçado de Dudu, mas depois do segundo gol, o Fortaleza finalmente deu algum trabalho para Weverton. Osvaldo aproveitou uma falha de Felipe Melo e Gómez na área, chutou e o goleiro espalmou. Osvaldo pegou o próprio rebote e tentou de novo, mas parou em nova defesa. Mas não adiantava, a noite era mesmo de Zé Rafael. A partir de uma cobrança de lateral de Marcos Rocha na área, Dudu desviou e o atacante aproveitou para fazer seu segundo gol na noite, além da assistência.

Bruno Henrique fecha conta e garante Palmeiras entre os primeiros

Hyoran, acionado no lugar de Dudu no final, perdeu uma grande chance de fazer o quarto. Sozinho, foi lançado na área, viu Carlinhos errar o bote, mas chutou para fora. Ele voltou a furar aos 45, mas, desta vez, Bruno Henrique aproveitou a sobra e fez o quarto do Palmeiras. Goleada!

Ceni sofre nova derrota no Allianz

O novo estádio do Palmeiras segue como um lugar do qual Rogério Ceni não guarda boas memórias como técnico. Como goleiro, foram duas derrotas e sete gols sofridos em 2015. Já como treinador, esta foi a segunda derrota - perdeu por 3 a 0 quando estava no comando do São Paulo, em 2017.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 0 FORTALEZA

Data e hora: 28 de abril de 2019, domingo, às 19h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Motivo: 1ª rodada do Campeonato Brasileiro
Público: 26.701 torcedores
Renda: R$ 1.473.177,20
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Helton Nunes (SC)
Cartões amarelos: Carlinhos, Deyverson, Osvaldo
Cartões vermelhos: -
Gols: Zé Rafael, aos 16' do primeiro tempo; Marcos Rocha, aos 13', e Zé Rafael, aos 25', e Bruno Henrique, aos 45' do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart (Zé Rafael); Gustavo Scarpa (Lucas Lima), Deyverson e Dudu (Hyoran). Técnico: Luiz Felipe Scolari

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Paulo Roberto, Edinho (Marcinho) e Osvaldo (Gabriel Dias); Wellington Paulista e Júnior Santos (Kieza). Técnico: Rogério Ceni

Mais Futebol