Topo

Libertadores - 2019


Palmeiras vence San Lorenzo e avança com melhor campanha da Libertadores

Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras contra o San Lorenzo no Allianz Parque - Daniel Vorley/AGIF
Gustavo Scarpa comemora gol do Palmeiras contra o San Lorenzo no Allianz Parque Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Flávio Latif e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

08/05/2019 23h23

O Palmeiras foi favorecido pelos resultados da rodada e fez a sua parte hoje, no Allianz Parque, ao vencer o San Lorenzo por 1 a 0 e se classificar às oitavas de final da Copa Libertadores com a melhor campanha do torneio no geral. Com isso, o time de Felipão terá a vantagem de decidir em casa em todos os mata-matas - com exceção de uma eventual final, que será em jogo único. Gustavo Scarpa fez o gol da vitória.

Com a vitória, o Verdão chegou aos 15 pontos no grupo F, contra 10 do San Lorenzo, que também se classificou. O clube paulista superou a campanha do Cruzeiro, que também somou 15 pontos, pelo saldo de gols.

Para saber seu adversário nas oitavas, o Palmeiras aguarda o sorteio que acontecerá na próxima segunda-feira (13). A Libertadores só volta em julho, depois da Copa América. Enquanto isso, o time tem pela frente o Campeonato Brasileiro: o próximo adversário é o Atlético-MG, no domingo (12), fora de casa.

Cronologia do jogo

O Palmeiras teve muita dificuldade para superar a linha de cinco defensores do San Lorenzo. No primeiro tempo, forçou demais a bola pelo alto e não obteve sucesso. Já na etapa final, contou com uma falha do goleiro Monetti para abrir o placar, aos 24 minutos, e garantir a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores.

O melhor: Scarpa sobe o nível do time e decide

Depois de um primeiro tempo muito ruim do Palmeiras na parte ofensiva e um início de segundo tempo no mesmo ritmo, Felipão lançou Gustavo Scarpa no lugar de Raphael Veiga, e o time imediatamente melhorou. Com movimentação inteligente, bons passes e cruzamentos, o camisa 14 subiu o nível da equipe e foi coroado com o gol aos 24 minutos, chutando de fora da área e contando com a devida colaboração do goleiro Monetti, que deixou a bola passar por baixo do seu corpo. Pouco depois, porém, Scarpa sentiu dores e foi substituído por Lucas Lima.

O pior: Raphael Veiga desperdiça chance como titular

Escalado como meia central e principal responsável pela articulação de jogadas do Palmeiras, Veiga teve uma atuação bastante apagada e pouco contribuiu na criação. Até tentou se aproximar dos companheiros, mas foi tímido nos passes e praticamente não apareceu até ser substituído por Scarpa no segundo tempo. Teve chance de finalizar de fora da área na primeira etapa, mas pegou mal e mandou longe do gol.

O jogo do Palmeiras: muita bola aérea e pouca criação

Amanda Perobelli/Reuters
Imagem: Amanda Perobelli/Reuters

Sem Gustavo Scarpa e Bruno Henrique, Palmeiras sentiu a diferença no toque de bola. O time ficou ainda mais dependente que o normal de jogadas aéreas e ligações diretas para Borja, mas não conseguiu criar muitas chances claras de perigo. Victor Luís esteve mal no apoio, enquanto Raphael Veiga e Zé Rafael apareceram pouco na armação. A dificuldade com a bola no pé facilitou a marcação eficiente do San Lorenzo, e o goleiro Monetti ainda fez grande defesa em cabeçada de Zé Rafael. As coisas só melhoraram com a entrada de Scarpa.

O jogo do San Lorenzo: marcação forte, mas sem perigo

O time argentino se dispôs com três zagueiros e dois laterais, em uma linha de cinco defensiva que dificultou as ações do Palmeiras. A marcação foi eficiente e diminuiu bastante o espaço do Verdão, mas na frente o San Lorenzo praticamente não assustou Weverton, com uma troca de passes lenta e ineficaz. Os atacantes Torres, Reniero e Fértoli foram pouco acionados e, quando receberam a bola, não conseguiram superar a boa postura defensiva alviverde.

Borja volta após mais de um mês e vai mal

Amanda Perobelli/Reuters
Imagem: Amanda Perobelli/Reuters

Depois de mais de um mês sem entrar em campo por opção de Felipão, Borja voltou a ter uma oportunidade no Palmeiras e começou na vaga do titular Deyverson, poupado. O colombiano, porém, participou pouco, já que o Verdão teve muita dificuldade para criar jogadas e acioná-lo em situações de gol. Quando a bola chegou, Borja tentou fazer o pivô e deu passes simples. Quando teve uma oportunidade limpa, em cruzamento de Victor Luís, cabeceou torto, para fora. Acabou saindo para a entrada de Arthur Cabral no segundo tempo.

Marca expressiva: Dudu alcança 250 jogos no Palmeiras

No jogo de hoje, contra o San Lorenzo, Dudu completou 250 jogos com a camisa do Palmeiras. O atacante, no atual elenco, só fica atrás de Fernando Prass como o atleta que mais jogou com a camisa do Alviverde - o goleiro atuou 270 vezes. Borja também atingiu uma marca importante, tendo feito seu 100º jogo pelo clube.

Palmeirenses voltam a protestar contra a Globo

Nos minutos finais da vitória do Palmeiras, a torcida voltou a xingar em coro a Rede Globo. Na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, pelo Campeonato Brasileiro, isso já tinha acontecido. O clube ainda não assinou com a emissora para ceder seus direitos de transmissão na TV aberta e no pay-per-view.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 SAN LORENZO

Data: 08/05/2019
Local: Allianz Parque, em São Paulo (BRA)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público: 29.204
Renda: R$ 1.697.516,65
Árbitro: Gery Vargas (BOL)
Assistentes: José Antelo e Edwar Saavedra (ambos da BOL)
Cartões Amarelos: Mayke, Felipe Melo e Luan (PAL); Reniero e R. Martínez (SLO)
Cartão Vermelho: não houve

Gol: Gustavo Scarpa, aos 24 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Victor Luis; Felipe Melo, Moisés e Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, depois Lucas Lima); Dudu, Zé Rafael e Borja (Arthur Cabral). Treinador: Luiz Felipe Scolari.

San Lorenzo: Monetti; A. Herrera, Gonzalo, Coloccini, Senesi (Peruzzi) e D. Pérez; Loaiza, R. Martínez; G. Torres, Reniero e Fértoli (Salazar). Treinador: Jorge Almirón.