Topo

Atlético-MG

Interino planeja volta gradativa de Cazares no Atlético: "Poderia estourar"

Thomas Santos/AGIF
Cazares faz a marcação de Derlis Gonzalez na partida entre Atlético-MG e Santos pela Copa do Brasil Imagem: Thomas Santos/AGIF

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-05-17T04:00:00

17/05/2019 04h00

O Atlético-MG trata com cuidado a utilização de Juan Cazares nos próximos jogos. O interino Rodrigo Santana faz planos com o meia-atacante, mas evita usá-lo com tanta frequência após a recuperação completa do edema sofrido na coxa esquerda.

O camisa 10 ficou em campo por 31 minutos no empate em 0 a 0 contra o Santos, anteontem, no Independência. O período dentro das quatro linhas agradou, mas o treinador ainda trata a situação do atleta com cautela.

A ideia da comissão técnica é que o jogador entre em campo gradativamente. Assim, evitará que Cazares sofra um novo problema muscular no decorrer da temporada.

"O Cazares é um jogador que vocês conhecem muito bem, muito acima da média, é um jogador de criação que todo mundo cobra, jogador de último passe que a gente tanto precisa. É um jogador que temos de ter cuidado, perdemos ele na final ( do Campeonato Mineiro). Na semana antes do Palmeiras, ele foi liberado, vinha treinando em dois períodos, mas não era momento de colocá-lo. Ele poderia estourar", afirmou Santana.

Apesar disso, o meia-atacante pode receber uma nova chance como titular na sequência. A ideia é fazer um rodízio com as peças do elenco.

"Temos de ter coerência com o grupo. Temos Nathan que vinha de dois jogos titulares, fazendo gol, e o Vinícius, que vinha entrando bem. Contra o Palmeiras, a vez era deles, que estavam aptos para 90 minutos. Optamos por segurar o Cazares um pouco mais, ganhar dias de treino, esta semana ele se movimentou melhor. Vamos conversar e a tendência do desgaste é rodar o elenco. Vamos dar ritmo ao Cazares e logo vamos ver ele entre os titulares", acrescentou.

Cazares ficou fora de combate desde a partida de ida da final do Campeonato Mineiro. Na ocasião, ele teve um edema na coxa esquerda após 18 minutos em campo. Por conta do problema clínico, ele ficou um mês sem atuar.