Topo

Botafogo

Botafogo tenta transformar posse em gols em decisão da Sul-Americana

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

2019-05-20T04:00:00

20/05/2019 04h00

A derrota por 1 a 0 do Botafogo para o Goiás deixa uma lição a ser aprendida por Eduardo Barroca e seus comandados até a partida de quarta-feira contra o Sol de América (PAR), 19h15, em Assunção, pela Copa Sul-Americana.

Time famoso por cuidar bem da bola, o alvinegro tem tido dificuldades para transformar essa posse em chances reais de gol, algo que aconteceu novamente em Goiânia.

Para avançar na competição continental, o Botafogo terá de contar com seu poderio ofensivo para manter vivo o sonho de título. No Brasileiro, o Bota tem campanha considerada boa internamente (7ª colocação, com 9 pontos), mas a equipe marcou apenas cinco gols em cinco rodadas, o que incomoda.

Após o tropeço ante o Esmeraldino, o técnico Eduardo Barroca elogiou a postura do time, mas deixou claro que o Botafogo foi pouquíssimo efetivo contra o Goiás

"A gente não conseguiu transformar o controle que tivemos em chegadas de forma efetiva. Temos uma sequência importante, então, temos de virar o chip e dar confiança aos jogadores. Eles estão tentando executar o que estamos treinando. Vamos nos recuperar para o jogo da Sul-Americana", ponderou o treinador.

Ainda que o comandante tenha exaltado a postura de sua equipe, fato é que o goleiro Tadeu, do Goiás, apenas assistiu o jogo. Salvo em boa jogada individual de Bochecha, o Bota esteve longe de agredir o rival, algo admitido pelo capitão Joel Carli, em entrevista à "Globo":

"A gente no começo fez o que trabalhamos, mas passamos longe de fazer gol e isso dificulta".

Principais esperanças de gol do torcedor, Erik e Diego Souza fizeram uma partida abaixo da média ontem, assim como boa parte da equipe. Sem muito tempo para trabalhar, Barroca e seus comandados terão de caprichar no dever de casa até quarta-feira.