Topo

Brasileirão - 2019


Xingado desde o aquecimento, Pato "some" em reencontro com o Corinthians

Arthur Sandes e Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

2019-05-26T21:06:19

26/05/2019 21h06

A primeira vez de Alexandre Pato na Arena Corinthians teve um sabor amargo para o atacante do São Paulo. No reencontro com a equipe que defendeu em 2013 com poucas alegrias, o jogador foi xingado pelos torcedores do ex-time desde o aquecimento até o apito final, errou praticamente tudo que tentou e ainda viu o Tricolor perder por 1 a 0 na casa do rival.

Desde os primeiros chutes de Pato, antes mesmo de a bola começar a rolar, ele já sentiu o que o esperava. Durante o aquecimento, a torcida dirigiu xingamentos homofóbicos ao camisa 7 são-paulino, que ignorou as ofensas e mostrou qualidade durante a atividade de finalizações. Acabou sendo esse o melhor momento do jogador em Itaquera.

Pato começou o jogo como atacante central, mas sofreu demais com a falta de criatividade do São Paulo. Depois de o Corinthians abrir o placar cedo com Pedrinho, o time alvinegro ficou bem postado na defesa e não deu espaços para que a equipe visitante criasse qualquer coisa. Como resultado, Pato ficou isolado na frente e pouco pegou na bola.

Nas poucas vezes em que ela chegou, entretanto, Pato foi mal. Aos 13 minutos, tentou ir para cima de Fagner e foi desarmado com facilidade - cena que se repetiria mais algumas vezes no jogo. Aos 16, tentou um toque de letra no meio-campo, para ninguém. A cada erro dele, a torcida corintiana vibrava e provocava.

Marcello Zambrana/AGIF
Pato errou praticamente tudo o que tentou contra o Corinthians em Itaquera Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Cuca voltou para o segundo tempo com Pato em sua posição preferida, aberto pela ponta esquerda, mas a atuação não melhorou. Apesar de um ou outro bom passe, ele continuou errando muito. Foi desarmado facilmente por Pedrinho e ainda tomou um corte seco do jovem corintiano. No duelo com Fagner, perdeu todas, inclusive em uma boa chance aos 33 minutos: o atacante saiu na cara de Cássio, mas demorou para definir e permitiu que o lateral direito do Corinthians se recuperasse na jogada.

Para piorar, Pato ainda passou a comprometer defensivamente. Com a missão de acompanhar Fagner nas subidas do lateral, ele várias vezes deixou o corintiano passar com liberdade no segundo tempo. Cuca resolveu devolver o camisa 7 para uma função mais central nos minutos finais, abrindo Antony e Helinho e deixando Pato pelo meio com Hernanes.

Por fim, uma oportunidade de ouro apareceu aos 43 minutos. Após lance disputado na entrada da área, Pato saiu cara a cara com Cássio e teve a chance de empatar o jogo, mas tocou para fora. O bandeirinha marcou impedimento depois que a bola já havia saído, mas replays mostram que a condição de Pato poderia ser legal. Caso ele tivesse feito o gol, o lance seria revisado pelo árbitro de vídeo.

Na saída de campo, abatido, Pato não deu entrevistas. Após sair do Corinthians marcado pelo pênalti perdido com cavadinha na eliminação da Copa do Brasil de 2013, o camisa 7 tricolor não conseguiu responder em campo aos torcedores que o xingaram do início ao fim no clássico de hoje.