Topo

Futebol


Ex-marido de Najila diz que gravou ida a apartamento após arrombamento

Reprodução/TV
Estivens Alves disse que foi a apartamento buscar tablet, mas pegou aparelho diferente do que Najila alega ter vídeo gravado de encontro com Neymar em Paris Imagem: Reprodução/TV

Do UOL, em São Paulo

2019-06-10T14:08:34

10/06/2019 14h08

Estivens Alves, o ex-marido de Najila Trindade, afirmou hoje em entrevista à Rede Record que filmou a visita ao apartamento dela um dia após a ex-mulher informar na sexta-feira que o local havia sido arrombado. Na ocasião, um tablet de Najila - que acusa o atacante Neymar de agressão e estupro - teria sido furtado com outros objetos.

O objeto conteria, segundo ela, o vídeo completo registrado em Paris que seria usado como prova contra o jogador. Até aqui, apenas um trecho do vídeo do encontro entre Najila e Neymar foi tornado público.

À emissora, Estivens afirmou que esteve no local para buscar pertences do filho que teve com Najila. Entre os pertences que pegou no local, estava justamente um tablet. No entanto, o ex-marido da acusadora afirma que os dois modelos eram diferentes: enquanto o iPad de Najila seria rosa, o que ele comprou para o filho era preto.

"Eu estive no apartamento na quinta-feira à tarde para pegar as coisas do meu filho. Foi quando eu pedi para ela: 'eu preciso pegar as chaves do apartamento para poder pegar as coisas dele'. Aí que eu tive a notícia por ela de que não precisava das chaves do apartamento, porque o apartamento já havia sido arrombado dias antes. Não sei se foi na quarta ou terça-feira", disse Estivens.

"Perguntei como ela sabia disso. Ela falou que a Rosângela, que trabalha com ela, que tinha ido ao apartamento na tarde anterior e constatado que já havia sido arrombado", acrescentou.

"Eu saio de lá com as coisas do meu filho. Chegando ao apartamento, pedi que a minha visita fosse assistida por um funcionário. Eu gravei a minha visita. Entro no apartamento para pegar roupas do meu filho, o computador dele - porque ele gosta de jogar no computador dele - e pegar o tablet dele que eu havia presenteado há um tempo. É um tablet dele, eu nunca vi o tablet da Najila, nem sabia da existência desse tablet e que as possíveis provas estariam lá", completou. A Record exibiu a filmagem disponibilizada por Estivens.

Na sexta-feira, em depoimento à Polícia Civil, Najila disse que o sumiço do iPad rosa com o vídeo foi comunicado a ela justamente pelo ex-marido. Segundo o depoimento, "a declarante afirma que não chegou a ir até o apartamento em razão de toda a exposição da mídia", mas recebeu a informação após a visita de Estivens ao local na quinta-feira. Sem o tablet de Najila, o vídeo do segundo encontro entre Neymar e ela em Paris não foi entregue aos policiais.

Estivens confirmou hoje a ida ao apartamento e justificou a decisão de gravar sua visita ao local. "Quando eu cheguei lá, eu disse: 'olha, se o apartamento foi arrombado, eu não vou entrar lá sem a presença de alguém'. Eu precisava entrar lá para pegar as coisas do meu filho para tirá-lo de São Paulo, e eu não ia entrar lá sem a presença de alguém", disse o ex-marido de Najila, confirmando ter comunicado a ela o sumiço do objeto.

"Ela pediu para eu pegar o tablet (rosa) e eu disse: 'não tem nenhum tablet seu'. Ela pediu porque, como eu estava indo ao encontro dela para pegar meu filho, ela falou: 'você pode pegar algumas coisas para mim, inclusive meu tablet?'. Eu falei: 'não achei seu tablet, não está aqui'."

"Meu objetivo era pegar as coisas do meu filho para ir até ela e pegar meu filho. Após essas falsas acusações, de que eu havia roubado... A minha visita só foi lá após a visita da pessoa que trabalha com ela (Rosângela), após o possível arrombamento. As pessoas estão tentando jogar isso para mim, mas eu só fui lá dois dias depois. Esse vídeo que eu fiz está em posse do meu advogado, que vai levar à delegacia para cooperar com as investigações", acrescentou.

Ameaças

O ex-marido ainda confirmou a informação divulgada em entrevista ao Fantástico, da Rede Globo, de que estaria recebendo ameaças pelas redes sociais. "Fui ameaçado também através da rede social, dizendo que, se o Neymar não jogasse a Copa América, eu ia ser morto", disse ele no fim de semana.

"Continuo recebendo ameaças. As pessoas estão se manifestando pelas redes sociais - e eu vou me pronunciar pelas redes sociais. Estão me atacando, me ameaçando, debochando do meu filho como se ele fosse um coitado e não tivesse nem pai nem mãe. E a situação é bem diferente", disse Estivens.

Mais Futebol