Topo

Brasileirão - 2019


Santos vence Corinthians com autoridade e prova força da Vila Belmiro

Eder Traskini e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos

12/06/2019 23h25

O Santos controlou o Corinthians na noite de hoje e venceu por 1 a 0 sem tomar grandes sustos na Vila Belmiro. Pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, o Peixe contou com gol de Sasha para provar que sua casa é mesmo um ambiente ideal para o clássico alvinegro: agora são seis vitórias seguidas sobre o rival no estádio.

O triunfo permite ao Santos chegar aos 20 pontos e assumir a liderança do Brasileirão, passando o Palmeiras - que tem um ponto e dois jogos a menos. Já o Corinthians fica em posição intermediária na classificação com 12. Agora ambos os clubes ficam longe dos gramados até o retorno do Brasileirão, daqui a um mês: então o Peixe visitará o Bahia, e o Timão receberá o CSA.

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Foi bem: Artilheiro, Sasha cria soluções

O atacante foi o melhor do Santos e do jogo, saindo bastante da área para criar opções para os jogadores de meio-campo, visto que a criação de jogadas esteve difícil com três volantes. Sasha ainda mostrou ter presença de área para abrir o placar e seguir como um dos artilheiros do Brasileirão, com cinco gols.

Foram mal: Urso e Jadson ficam devendo

Junior Urso esteve longe de ser aquele volante onipresente, que briga por todas as bolas: hoje foi discreto, às vezes até tímido na marcação - tomou a decisão errada no lance do gol santista, por exemplo. Jadson foi tão mal quanto, se não pior: pegou pouco na bola e não conseguiu tirar o Corinthians de trás. Ambos saíram no segundo tempo.

Santos insiste no ataque, domina e castiga

A postura do Santos foi aquela que tanto agrada o torcedor: ofensiva, de velocidade pelas pontas e insistência em jogadas individuais. A intensidade cresceu principalmente a partir dos 30 minutos, até que Sasha abrisse o placar na etapa final. O Peixe foi tão superior que Everson praticamente não teve trabalho durante todo o clássico.

Corinthians toma pressão e não mostra alternativa

Os alvinegros começaram com marcação avançada e dificultando a armação adversária, mas aos poucos foram recuando até sofrer pressão. Uma vez que o Santos se estabeleceu no clássico, o Corinthians não conseguiu mais ter jogo de meio-campo e se mostrou previsível demais. Não à toa, o melhor do time foi Ralf, um dos únicos a ganhar mais do que perder duelos individuais - o volante teve oito desarmes.

Corinthians evita "abafa" no início...

Carille subiu a marcação nos primeiros minutos e só recuava quando o time cansava. A equipe, que manteve o esquema 4-1-4-1, chegava a marcar a saída do Santos com até cinco jogadores - até com Love e Ramiro trocando posições. A equipe santista, por sua vez, atuou no esquema 4-3-3, com Alison centralizado na frente da zaga, Jean Lucas pela direita e Diego Pituca pela esquerda. No ataque, Soteldo e Marinho atuavam pelas pontas, enquanto Sasha jogava como centroavante e "falso 9".

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

...Mas depois acaba sitiado pelo Santos

A partir dos 30 minutos, o Corinthians perdeu o meio-campo e então foi empurrado para seu próprio campo. Viu o Santos trocar bons passes e chegar com frequência à sua área, ainda que com certas dificuldades para finalizar. Quando Sasha achou o melhor chute do clássico, venceu Walter e abriu o placar. O Timão não teve forçar para reagir e, previsível, acabou controlado na Vila Belmiro.

Alison vai bem, mas Santos cria menos

O volante Alison, que iniciou a temporada como titular e perdeu recentemente a posição para Jean Lucas, voltou a começar uma partida no clássico de hoje. O camisa 5 entrou para ficar postado à frente dos zagueiros e cobrir as subidas dos laterais, dando também liberdade para Jean Lucas e Pituca. O problema é que, com os três volantes em campo, o Peixe sofreu na criação de chances reais de gol. Na marcação, Alison teve bom desempenho, mas sua entrada na vaga de Jean Mota ainda exige mais treino para que os outros dois volantes consigam criar jogadas.

Vai virar lateral? Méndez mostra potencial

Improvisado na lateral, Bruno Méndez mostrou ser um defensor muito técnico. Bastante calmo, o uruguaio de 19 anos parece um veterano em campo e assim ganhou praticamente todas no "um contra um" frente a Soteldo. O Santos até mudou o lado de atacar em diversos momentos, pois o setor de Méndez se mostrava intransponível. No segundo tempo, o cenário mudou: o defensor esteve mais apurado, acabou sobrando na marcação de dois santistas e viu o gol adversário sair ali pela direita.

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Rodrygo é homenageado durante o intervalo

Impedido de estar em campo por conta da convocação para a seleção brasileira olímpica, que disputa o Torneio de Toulon, o atacante Rodrygo foi homenageado no intervalo da partida que deveria ser sua despedida com a camisa do Santos. Um vídeo foi exibido no telão do estádio, e o jogador acompanhou do gramado com sua família. Atletas que atuaram com ele nas categorias de base, o técnico Elano (que subiu o jogador para o profissional), o capitão Victor Ferraz e o ídolo Robinho gravaram felicitações e desejaram boa sorte ao atacante. Ele se apresenta ao Real Madrid (ESP) nos próximos dias.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 x 0 CORINTHIANS

Data: 12 de junho de 2019, quarta-feira
Local: Vila Belmiro, em Santos-SP
Horário: 21h30 (de Brasília)
Público Total: 11.831
Renda: R$ 438.955,00
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões Amarelos: Felipe Aguiar, Eduardo Sasha, Gustavo Henrique e Victor Ferraz (Santos); Danilo Avelar, Vagner Love, Bruno Méndez, Clayson e Fábio Carille (Corinthians)
Cartão Vermelho: não houve

Gol: Eduardo Sasha, aos 14 minutos do segundo tempo

Santos: Everson; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Jorge; Alison (Carlos Sánchez), Jean Lucas (Felipe Jonatan), Diego Pituca; Soteldo, Marinho (Luiz Felipe) e Sasha. Treinador: Jorge Sampaoli.

Corinthians: Walter; Bruno Méndez, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Junior Urso (Sornoza), Ramiro (Gustavo) e Jadson (Everaldo), Clayson e Vagner Love. Treinador: Fábio Carille.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado anteriormente, o Palmeiras tem dois jogos a menos do que o Santos, e não um, além de um ponto a menos que o Alvinegro. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.