Topo

Futebol


Promotora diz que Neymar respondeu todas as perguntas e negou estupro

Felipe Pereira e Luiza Oliveira

Do UOL, em São Paulo

13/06/2019 19h50

As três promotoras que acompanham o andamento do inquérito sobre o suposto estupro cometido por Neymar deram coletiva de imprensa na saída da delegacia de defesa da mulher em São Paulo após o depoimento do jogador e falaram que Neymar respondeu todas as perguntas feitas pela polícia e negou ter cometido crime. O jogador está há mais de 4h30 na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, no bairro de Santo Amaro, zona sul de São Paulo.

"Ele respondeu a todos os esclarecimentos. A partir de agora, a doutora Juliana (Bussacos, delegada que coordena o inquérito policial), vai tomar outras diligências necessárias até a conclusão do inquérito. Como o inquérito é sigiloso, não podemos divulgar quais serão as outras diligências. Ele respondeu todas as perguntas de maneira satisfatórias. Ele negou o crime", disse a promotora Flávia Merlini.

Estefânia Paulin, Flávia Cristina Merlini e Kátia Peixoto acompanham o andamento das investigações de estupro contra Neymar desde o último sábado e auxiliam o trabalho da polícia. Elas fazem parte da Promotoria de Enfrentamento à Violência Doméstica.

Neymar ficou na delegacia de defesa da mulher por mais de quatro horas. Ele chegou a São Paulo de jatinho e seguiu diretamente para o local de depoimento. Um forte esquema de segurança foi feito para receber o jogador.

Na chegada à delegacia, fãs gritaram o nome do astro do PSG em apoio. Os curiosos permaneceram todo o momento atrás de uma grade, na rua. Os jornalistas também não puderam se aproximar da entrada da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, mas ficaram em um local próprio para a imprensa.

Mais Futebol