Topo

Esporte


Peru "esbarra" no VAR, tem 2 gols anulados e fica no zero com a Venezuela

REUTERS/Diego Vara
Guerrero teve a grande chance do jogo já no final do segundo tempo Imagem: REUTERS/Diego Vara

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-06-15T17:58:54

15/06/2019 17h58

Complementando a primeira rodada do grupo A da Copa América, o mesmo da seleção brasileira, Peru e Venezuela ficaram no empate por 0 a 0 na tarde de hoje (15), na Arena do Grêmio. Os peruanos até balançaram as redes em duas oportunidades, uma em cada tempo, mas "esbarraram" no Árbitro de Vídeo (VAR, na sigla em inglês): ambos os gols foram anulados por impedimento após checagem da tecnologia.

Com o resultado, as seleções somam um ponto cada, ficando à frente da Bolívia e atrás do Brasil, que conquistou três pontos ontem. Ao todo, foram 13.370 pessoas presentes na Arena do Grêmio, com renda de R$ 2.400.080,00.

Na parte final do jogo, Paolo Guerrero perdeu uma chance incrível de tirar o zero do placar. A bola sobrou limpa na segunda trave depois de cruzamento de Polo, só que o atacante bateu fraco e parou em Fariñez. O goleiro evitou o pior praticamente em cima da linha.

Cueva também teve uma boa chance no primeiro tempo, mas pecou na hora de finalizar. Soteldo, por sua vez, entrou nos minutos finais e teve um chute bloqueado. A seleção de Rafael Dudamel ainda viu Mago ser expulso aos 30 minutos do segundo tempo.

No início do duelo, o Peru foi ao ataque e, na primeira chegada, aos seis minutos, balançou as redes com Gonzáles. Wilmar Roldán, que foi revisar o lance devido a uma possível falta de Tapia em Fariñez, acabou cancelando o tento por outro motivo.

O volante peruano estava em posição de impedimento no começo do lance, uma falta batida pela direita, e o árbitro foi avisado enquanto analisava as imagens.

Depois disso, as seleções demonstraram dificuldades e fizeram um primeiro tempo morno. Enquanto o Peru apostava, sem sucesso, na individualidade de seus homens de frente, a Venezuela acelerava o jogo pelas pontas. As duas principais chegadas do time de Dudamel foram em bolas paradas, ambas defendidas por Gallese.

Cueva, que sofreu um choque aos 27 minutos, quando disputava o rebote de uma dessas cobranças adversárias, deixou a partida no intervalo. Ele ficou zonzo, foi atendido mais de uma vez, mas continuou em campo até a ida aos vestiários.

Na etapa final, Farfán completou cruzamento de cabeça, mas teve a comemoração interrompida. O VAR assinalou posição ilegal no começo da jogada, construída pela esquerda.

Na próxima terça-feira (18), o Peru enfrenta a Bolívia no Maracanã, às 18h30. A seleção venezuelana faz a sua segunda partida no grupo A no mesmo dia, só que às 21h30, contra o Brasil. O duelo irá acontecer na Fonte Nova, em Salvador.

Mais Esporte