Topo

Futebol


Najila ficou 3 dias na Bahia, visitou o pai e voltou a SP com novo advogado

Reprodução Twitter
Najila em fila de embarque no aeroporto de Ilhéus (BA) Imagem: Reprodução Twitter

Felipe Pereira e Karla Torralba

Do UOL, em São Paulo

2019-06-18T04:00:00

18/06/2019 04h00

A modelo Najila Trindade, que denunciou Neymar por estupro, passou três dias em Ilhéus (BA). Ela visitou o pai, descansou e conversou com o novo advogado, Cosme Araújo Santos. A dupla voltou para São Paulo ontem com uma nova estratégia para o caso.

A modelo e o advogado viajaram a São Paulo em voo comercial. A presença de Najila chamou a atenção ainda na sala de embarque em Ilhéus. Araújo Santos falou que ninguém hostilizou a cliente e houve, inclusive, pedidos de foto, que ele pediu para que não fossem atendidos porque poderiam denotar uma intenção de aparecer ou se vitimizar.

Saiba quem é quem no caso Neymar

UOL Esporte

O advogado é amigo do pai de Najila e reforçou que a modelo não precisa se defender de nada porque é vítima. Ele reclamou do tratamento dado à cliente. Citou um programa de televisão que ficou especulando possíveis penas para uma mulher que registrou boletim de ocorrência por estupro e, em nenhum momento, mencionou que Neymar é acusado de violência sexual e divulgou quantos anos de cadeia estão previstos para este crime.

A comparação revela que Araújo Santos vai ressaltar que o papel de se defender cabe ao atacante e Najila é a vítima. O advogado declarou que conversou com a modelo e a história contada à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher foi confirmada. Ele acrescentou que não vê necessidade de focar suas ações no vídeo de sete minutos que estaria guardado no tablet.

"Conversamos e ela confirma tudo que disse. Não vejo necessidade neste tablet, no celular, que tem mais quatro, cinco minutos [de gravação no quarto de hotel em Paris]. Quem tem que fazer prova que não foi contra vontade dela é Neymar".

Araújo Santos ainda refutou a tese da defesa do atacante de que houve consentimento nos tapas que causaram lesões nas nádegas da modelo.

"A moça ter apanhado não é prova? O argumento de que ela pediu é prova favorável a ele? Então estou desconhecendo a segurança jurídica do Brasil. Os advogados dele vão tentar fazer milagres."

"Morta moralmente"

O advogado afirmou que Najila está chorando muito, parece apresentar sinais de depressão e que sofre bastante pressão desde que registrou o boletim de ocorrência contra Neymar. Por este motivo, considera que foi importante para sua cliente descansar alguns dias e visitar o pai.

"Ela está, para mim, morta moralmente. A morte moral é tão dolorosa quanto a física. Principalmente para família. Os pais sofrendo, o filho dela sofrendo."

Najila e o advogado chegaram em São Paulo no começo da noite de ontem e ele pretende ir à delegacia para ter acesso ao processo. A investigação da Polícia Civil está bastante adiantada. Os laudos já estão concluídos, todas as pessoas intimadas foram ouvidas e há poucas providências a tomar.

O advogado da modelo disse ainda que o mundo está de olho no Brasil, principalmente no aspecto da impunidade. Araújo Santos declarou que vê o caso como uma equipe grande de advogados defendendo Neymar contra um profissional da Bahia trabalhando sozinho.

"Falam que a corda vai quebrar do lado mais fraco. Mas eu acredito na polícia e no Ministério Público. Eu estou falando porque estão dizendo que a moça pode pegar de dois a oito anos, mas não vi ninguém dizer que Neymar pode pegar muito mais por estupro."

Mais Futebol